sábado, 27 de fevereiro de 2016

CARTA QUE RECEBI

Caro Edson , 

Deixo registrada minha discordância com a afirmativa do secretário de Indústria e comércio Rodrigo Melo, que Itajubá já não se encontra sob a influência da crise econômica. 

Não é esta a opinião que coletamos junto ao Empresariado local, seja ele da indústria, comércio ou serviços. Há enorme preocupação com as consequências da retração econômica do país, e o sentimento de superação destas dificuldades praticamente inexiste. 

O Brasil passa pela sua pior crise desde 1931. Ao fim de 2016 estaremos pelo terceiro ano consecutivo com PIB negativo, o que será o pior resultado de nossa história. o Desemprego avança em ritmo assustador caminhando rapidamente para a taxa de 10% , deixando mais de 100.000 brasileiros formalmente desempregados a cada mês que se passa. 

A politicagem de Brasilia é a grande responsável pela fragilidade econômica que vivemos. A negação sistemática da seriedade e profundidade da crise econômica pelo governo da Dilma e os caminhos que ela tem buscado para dar algum alívio à situação, não nos permite ficarmos confiantes. Não há indícios de melhora pois simplesmente continuamos sendo conduzidos na direção errada e de modo titubeante. O pior ainda está por vir e a saída
deste labirinto muito longe de ser encontrada, mantido o cenário político atual. 

Não acho correto localmente seguirmos os mesmos passos de Brasília: fingirmos que a crise não existe e nem é tão séria , não a resolve . É hora de mantermos os olhos bem abertos e os pés fincados ao chão. O momento vivido é crítico e trará ainda duras consequências a nossa cidade, a nossas empresas e a nossa população. 

Óbvio que manter uma posição confiante e otimista nos auxilia e acredito ser este o intuito do Secretário; Não devemos no entanto, querer atenuar as grandes dificuldades em que já nos encontramos, e por hora, não vemos sequer sinal de solução.
Não saímos, nem há sinais de vislumbramos saída para a crise econômica atual. 
Estamos todos como Brasileiros, sob o mesmo mau tempo.

Remy

Blog - Caro Remy, reconhecer a existência de dificuldades é o primeiro passo para superá-las, ou no mínimo, atenuá-las. 
Abraço,

Edson - Viver é Perigoso 

5 comentários:

Anônimo disse...

Camarada!
ASSIM NÃO DA , ASSIM NÃO PODE. Lá vem o chorão de novo com suas cartinhas, e vc todo cheio de denguinho.
Vamos lá SR.PRESIDENTE, faça isso de maneira PROFISSIONAL.
MANDE o José Geraldo fazer um INFORME ou COMUNICADO e PUBLIQUE NA IMPRENSA LOCAL assinado como PRESIDENTE da ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL e EMPRESARIAL DE ITAJUBÁ!
Ou não pode?
Faça me o favor!

Anônimo disse...

Blog - Caro Remy, reconhecer a existência de dificuldades é o primeiro passo para superá-las, ou no mínimo, atenuá-las.

Edson Riera disse...

Anônimo das 11.59 horas,

Esclarecendo, o Remy pode, como todo o cidadão, pode se manifestar como cidadão ou como Presidente da ACIEI. No caso, ele publicou no Facebook, na sua pagina pessoal. Muito embora, a ACIEI e outras entidades poderiam perfeitamente assinar embaixo. Pare com essa sua birra e discuta o texto.

Zelador

Anônimo disse...

De novo: Poderia dormir sem esta! kkkk

Anônimo disse...



Então que fale só por ele e não pelos empresários do setor de indústria, comercio e serviços. Desculpe vc tem razão é muita bobagem, deixa pra lá.
Vitoria na guerra.