quinta-feira, 1 de abril de 2021

OUTROS TEMPOS


A Batalha de Itororó foi travada na ponte do arroio Itororó, que estava tomada por cinco mil paraguaios, com pouco espaço de manobra para o ataque. O Brasil tinha 12 mil combatentes, que deveriam ultrapassar esse obstáculo para atacar, pela retaguarda, a linha inimiga de Piquissirí. Foram cerca de 5 horas de combates, com duras baixas ao Exército Brasileiro, que ora avançava, ora recuava na pequena ponte defendida pelos paraguaios. Caxias tomou a frente de seu Exército, desembainhou a espada e, em voz firme, bradou: “Sigam-me os que forem brasileiros!”.

Duque de Caxias - Patrono do Exército Brasileiro - 06/12/1868



"Depois que o último brasileiro for vacinado, se tiver sobrando vacina, aí vou decidir se vacino ou não, esse é o exemplo que um chefe deve dar".

Jair Bolsonaro - Comandante em Chefe das Forças Armadas - 01/4/2021

É a vida... (ou não)

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS


Viver é Perigoso

 

AGORA VAI !


Acossado pela desorganização na saída de dois ministros num espaço curto, o presidente Jair Bolsonaro convocou Eduardo Pazuello para organizar a logística de demissões. “Se organizar direitinho, todo mundo debanda”, explicou Pazuello.

Em seguida, o mestre em logística apresentou o Calendário de Demissão. “Terça-feira será a vez das pessoas com mais de 70 anos deixarem o governo. Na quarta, quem fez 69 poderá ir pra casa. E assim por diante”, explicou, didaticamente.

Um recado foi afixado em Brasília. “O último a sair, acenda a luz”.

Renato Terra

Viver é Perigoso

JÁ É UM COMEÇO


Por maioria, o Supremo Tribunal Federal derrubou decreto do presidente Jair Bolsonaro que permitia ao governo indicar diretores-gerais interinos em Centros Federais de Educação Tecnológica quando o cargo estiver vago. Por dez votos a um, os ministros entenderam que a medida viola a autonomia dos institutos.

O julgamento foi realizado no plenário virtual da Corte e contou com dez votos pela derrubada do decreto. O único voto divergente foi proferido pelo ministro Kassio Nunes Marques, indicado ao Supremo por Bolsonaro.

Viver é Perigoso

VERDADE

 


Tem gente que defende ditadura, mas não aguenta um decreto do prefeito. (Net)

Viver é Perigoso

A CONFERIR


A Sonia Racy publicou uma nota em sua coluna do Estadão, que deixa uma interrogação:

A iniciativa privada não está se preocupando com as mudanças no governo ou com a vontade de Bolsonaro em controlar as Forças Armadas. Sinaliza há tempos seu desprezo pelo comportamento do presidente da República.

"O que está deixando empresários e banqueiros, tanto nacionais como internacionais, nervosos - conforme a coluna apurou em conversas - é a possibilidade de se descobrir daqui a três meses que as vacinas que estão sendo fabricadas e aplicadas nas populações do mundo, não cobrem...as novas cepas da covid. Ou ainda que o efeito do imunizante não resiste no corpo humano por muitos meses. "

Viver é Perigoso

ENQUANTO ISSO...


 Viver é Perigoso

ENDEREÇO ERRADO


Passou pela Boa Vista, é claro, um carro de som convocando o pessoal para uma carreata em protesto contra o fechamento do comércio.

O roteiro é conhecido. A partida será no Sambódromo, como hoje se tornou habitual na homenagem aos que tomaram o barco na pandemia. O destino muda um pouco. Ao invés de seguir para o campo santo, culminará em frente à Prefeitura Municipal de Itajubá.

Moçada, o protesto é livre. Recomenda-se não deixarem seus veículos, usarem máscaras e não levarem caronas. Fiquem de olho no consumo da gasolina.

Mas tem um pequeno detalhe: O endereço final está errado. O prefeito, apesar de bolsonarista e sei não se estimulador do movimento, não tem muito com a situação. É ordem do governo mineiro e ponto.

O correto seria a turma sair bem cedinho, pegar a BR-459, sair à direita na Fernão Dias e meter o pau para Belo Horizonte, dirigindo-se para o Centro Administrativo e buzinar até o Zema espiar pela janela.

Todos ficarão felizes e sentindo-se responsáveis.

Viver é Perigoso