sexta-feira, 5 de março de 2021

MOMENTOS MÁGICOS


Viver é Perigoso

 

CONTA GOTAS



Importante comentário recebido: 

Caríssimo,

Confirmando o meu comentário que virou o post Contas Gotas, os idosos de Itajubá na sua faixa 70 a 79 anos são 4,14% da população na terrinha. 

Então 4.030 pessoas x 2 = 8.060 doses de vacinas serão necessárias para esse grupo. De a 80 a 84 são 2,19% ou 2.130 pessoas. x 2 doses = 4.260 doses.

Os de 60 a 69, 7,71% =7.500 pessoas mais então 15.000 doses. 

Recebemos na semana 1.440 doses que aparentemente já foram aplicadas ou guardadas para a 2ª dose. 

Os acima de 84 já foram ou estão sendo vacinados junto com o pessoal da saúde até agora 4.880 pessoas. 

Veja então como estamos longe do início do quase sossego. O número necessário é + - 27.000 DOSES. 

Pequenos erros podem haver por causa dos cálculos incluírem pessoas que pertençam a outros grupos já vacinados. 

Abs. e se cuidem pois amigos, parentes e conhecidos continuam sendo perdidos. Dados da Folha e FGV Social

Blog: Grato, em nome de todos nós, pelos esclarecimentos.

Viver é Perigoso

JUÍZO MOÇADA !


Medidas duras sendo tomadas em Belo Horizonte contra a covid-19. Dura e infelizmente real, a declaração feita hoje pelo prefeito Kalil:

"Não estamos contaminando Pai e Mãe. Agora é Filho !

Itajubá, dia após dia, batendo recordes de casos confirmados de covid-19. De um total de 4.284, só hoje foram 130.

O número de óbitos atingiu 137. Em tratamento, 217 casos.

A taxa de letalidade, em decorrência do vírus, aqui na terrinha bem superior aos outros municípios vizinhos. 

Sobre o tema, encerraram-se hoje as adesões ao consórcio dos municípios para compra da vacina. 1.703 municípios aderiram, sendo 337 mineiros. E mais, 82 só do Sul de Minas.

Por razões não esclarecidas, a prefeitura de Itajubá optou por não participar. Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Maria da Fé, Marmelópolis, Paraisópolis, São Lourenço, Cristina, Pedralva, Wenceslau Braz, Varginha, entre outras estão no consórcio.

Pelo informado na imprensa, a ideia não é a compra imediata, mas buscar segurança caso o o PNI - Plano Nacional de Imunização do governo federal não consiga superar a demanda nacional.

Sei não se não está ocorrendo pressão política na história.

Outro aspecto é a iniciativa de prefeitos do centro do Estado entrarem na "onda roxa". Aliás, autoridades da saúde mineira já informaram que os municípios da chamada "onda roxa", terão preferência no recebimento de vacinas.

Viver é Perigoso

INAUGURAÇÃO



Basta de notícias ruins. Vamos escrever sobre inauguração.

Hoje, 5 de março de 2021, completam 132 anos do acontecimento que levou à  inauguração do Cemitério de Itajubá.

Na realidade, foi pré-inaugurado em 25/01/1889. Ainda faltavam para fazer: os muros, o gradeamento e os portões, e, logicamente, mortos.

De passagem por Itajubá no dia 5/3/89, o Sr. Joaquim da Motta Paes, que morava em Conceição dos Ouros e tinha o título de Barão de Camanducaia, esteve no local do cemitério para checar as obras uma vez que tinha delegação episcopal para esse ato.

No mesmo dia, uma terça-feira, próximo de Piranguinho, possivelmente quando já voltava para a sua cidade, foi vitimado por uma faísca elétrica. 

Tinha o Barão 68 anos de idade. Político liberal e amigo de D.Pedro II. 

Pois bem. O seu corpo foi trazido de volta e sepultado no dia seguinte (6). Foi o primeiro a ser enterrado no cemitério local.

Seu túmulo fica logo na entrada, na avenida principal.

Viver é Perigoso

VERDE AZULADO


O governo Bolsonaro nomeou, nesta sexta-feira, 5, o coronel da FAB Alexandre Gomes da Silva, para a Diretoria de Avaliação da Educação Básica do Inep, segundo o Globo.

A diretoria é responsável pelo Enem.

Viver é Perigoso

METÁFORA

 

                                                                Javier Jáen

Viver é Perigoso

O CAVALEIRO DA MORTE


Há quase um ano, em 15 de maio, o ator e ex-deputado Stepan Nercessian publicava um poema intitulado O Cavaleiro da Morte. Naquele dia, o então ministro da Saúde, Nelson Teich, deixava o governo e o país registrava 14.817 mortes. Hoje, o Brasil alcançou a triste marca de 261.188 vidas perdidas ou 246.371 a mais, o que torna as palavras de Stepan ainda mais atuais.

O Cavaleiro da Morte
Cavalga feliz
Pisoteando cadáveres
Ele se alimenta
De sangue
Dor
E sanguinolência
Despreza a ciência
Espalha a estupidez
Tudo
De uma só vez.
O ódio
Lhe escorre na testa
E faz do luto
A sua festa
Funesto carnaval
Vestido de mal
Prometendo
Piorar.
A morte
Avisa
Que não está
Ao lado do
Cavaleiro
A morte
Diz que mata
Mas não tripudia
O cavaleiro
Da morte
Não respeita
Nem a própria
Morte
Ele odeia a vida
Ele é um suicida.
Fiquem em casa
Até que o Cavaleiro
Da Morte
Se desfaça
Embebido
Em sua própria
Desgraça.

Viver é Perigoso

GENTE COISA É OUTRA FINA

 

Viver é Perigoso

ÚLTIMO DIA E ITAJUBÁ AINDA DE FORA


Pelo menos 44 municípios do Sul de Minas já aderiram ao consórcio de municípios lançado pela Federação Nacional de Prefeitos (FNP) para a compra de vacinas da Covid-19 até a tarde desta quinta-feira (4). O prazo para as prefeituras que tiveram intenção de participar do consórcio vai até esta sexta-feira (5).

A previsão é que a associação seja efetivamente instalada até o dia 22 de março. Deve ser ainda elaborado um modelo de projeto de lei para ser enviado às câmaras municipais para que as cidades participem das compras.

A ideia é que as prefeituras possam comprar as vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, não seja capaz de suprir toda a demanda.

Antes do Governo Federal iniciar o Programa Nacional de Imunização em janeiro, municípios do Sul de Minas como Alfenas, Borda da Mata, Pratápolis, Guaxupé e Guaranésia chegaram a divulgam que haviam fechado com o Instituto Butantan um protocolo de intenções para compra de doses da vacina Coronavac.

O prazo para manifestação de interesse termina na sexta-feira (5);
Não há nenhum custo ao município para a adesão ao consórcio;
Os custos para a formação legal do consórcio público serão pagos pela FNP;
Os municípios terão 15 dias para aprovar um projeto de lei nas Câmaras municipais que autorizam a adesão ao consórcio público;
Somente após a constituição legal, com a criação de um CNPJ e a escolha de diretoria, o consórcio estaria apto a fazer a compra de vacinas.

De acordo com o presidente da FNP, a primeira opção do consórcio é a utilização de recursos do governo federal para compra de vacinas, mas transferências de recursos por organismos internacionais, participação da iniciativa privada ou mesmo a compra via cota dos municípios serão discutidas.

Confira abaixo os municípios do Sul de Minas que já aderiram ao consórcio conforme lista atualizada nesta quinta-feira:

Alfenas, Andradas, Baependi, Bom Repouso, Borda da Mata, Botelhos, Caldas, Camanducaia, Cambuí, Campanha, Campo Belo, Campo do Meio, Careaçu, Caxambu, Conceição das Pedras, Congonhal, Coqueiral, Extrema, Gonçalves, Heliodora, Ibiraci, Ibitiúra de Minas, Ipuiúna, Itamonte, Lavras, Machado, Maria da Fé, Marmelópolis, Monte Sião, Nepomuceno, Paraisópolis, Passos, Piranguçu, Poço Fundo, Pouso Alto, Pratápolis, Santa Rita de Caldas, São Gonçalo do Sapucaí, São Sebastião da Bela Vista, São Sebastião do Paraíso, São Vicente de Minas, Sapucaí-mirim, Senador José Bento e Turvolândia.

G1

Viver é Perigoso