quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

RECORDAR É VIVER

 


Viver é Perigoso

NOTÍCIA QUE PREFERIA NÃO TER LIDO


Quase 500 pacientes com covid-19 foram transferidos de Manaus para outros Estados. Desses, 37 pacientes já morreram.

Ontem (10), segundo boletim da Secretaria da Saúde do Amazonas, 278 pacientes aguardavam leitos leitos para pacientes de covid-19 na fila oficial: 217 em Manaus e 61 no interior.

Enquanto isso, 84 dos 116 leitos destinados para pacientes de covid-19 estavam livres nos hospitais militares à espera de eventuais adoecimentos de militares ou familiares.

Manaus possui dois hospitais das Forças Armadas: o Hospital da Aeronáutica e o Hospital Militar de Área de Manaus, além de uma Policlínica Naval.

O Ministério da Defesa afirmou que os leitos estão vazios para internar militares caso adoeçam e não sinalizou com a possibilidade de ceder vagas ao SUS.

"Estes leitos constituem reserva técnica para garantir a saúde do pessoal militar e, assim, assegurar a possibilidade de seu restabelecimento para o pleno e pronto emprego das Forças Armadas. O desvio indevido de seu uso prejudica as funções militares ou a segurança do militar, que tem o dever e a coragem de arriscar sua vida com a certeza de que terá um atendimento médico rápido e eficiente quando necessitar."

Para a sanitarista Bernadete Perez, sanitarista e vice-presidente da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva) "Não tem cabimento transferir doentes sem utilizar toda a capacidade instalada, ainda mais durante uma epidemia com restrição de mobilidade". Todo leito das Forças Armadas --bancadas com recurso público-- tinha de ser disponibilizado para a população.

Viver é Perigoso

SACO DE PANCADA


Claro, nenhuma comparação com o que está acontecendo no momento.

O Bela Vista era um time de Sete Lagoas - MG. 

Aproveitando a fama conquistada pelo futebol brasileiro vencendo o Mundial de 1958 na Suécia e as dificuldades das comunicações na época, o pequeno clube mineiro foi excursionar na Europa em 1958.

Um empresário vigarista, Sr. Fauszlinger, vendeu o clube como campeão brasileiro.

Saíram do Brasil com 16 jogadores, um técnico e um jornalista como chefe da delegação. No meio da excursão, dois jogadores e o técnico desertaram.

Jogaram na Espanha, Itália, França, Alemanha, Dinamarca e Inglaterra. Fizeram 23 partidas, ganharam duas, empataram duas e perderam dezenove. Na última, perderam do Newcastle por 12x1.

E sempre atuando como campeão brasileiro.

As notícias foram chegando no Brasil e houve uma pressão junto ao Conselho Nacional dos Desportos e ao Itamarati, para suspender a excursão.

Dito e feito. O governo exigiu a volta da delegação ao Brasil.

Levaram 76 gols e fizeram 20. Um saco de pancadas e um vexame que marcou por muito tempo o futebol brasileiro.

Na volta, quando da chegada em Sete Lagoas, os sobreviventes foram recebidos como heróis. 

Lembro-me disso como se hoje fosse.

Viver é Perigoso

SEM LEI E SEM ALMA



O Supremo Tribunal Federal decidiu manter o acesso da defesa do condenado Lula à integra do material apreendido de um bando de hackers, marginais, que invadiu celulares de autoridades, atingindo o Juiz Sérgio Moro e procuradores que atuaram na força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Material roubado e com possibilidade de adulteração. Pior, para beneficiar corruptos comprovados e satisfazer o ódio vindo da inveja pela repercussão de um trabalho extraordinário e com resultados que mudaram a história do País.

Hoje: empresa de segurança detecta um novo vazamento de dados na internet, que pode ter exposto mais de 100 milhões de contas de celular. 

Entre as informações vazadas, poderão estar as minhas, as suas, de seus familiares, bem como, do presidente Jair Bolsonaro, do jornalista William Bonner e da apresentadora Fátima Bernardes.

Caminhando para viver num País sem lei e sem alma.

Viver é Perigoso

A INVEJA É UMA M...

 

Viver é Perigoso