sexta-feira, 1 de janeiro de 2021

NADA DE NOVO NO FRONT

PORTARIA Nº: 001/2021 

Christian Gonçalves Tiburzio e Silva, Prefeito Municipal de Itajubá, Estado de Minas Gerais, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE: Art. 1º - Nomear os Srs. (as) abaixo relacionados:

SEMAD – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO 

Juliano Galdino Teixeira 

SEMAG – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE AGRICULTURA 

Bruna Vidal de Almeida 

SMICT – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INDÚSTRIA E COMÉRCIO

José Fernando Grassi Bissacot 

SECOM – SECRETÁRIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO 

Talita de Lima Silva Antunes

SMCGG – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE COORDENAÇÃO GERAL E GESTÃO 

Carlos Vitor Rodrigues Conti 

SECUT – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO 

Marcelo Nogueira de Sá 

SEMDS – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE DEFESA SOCIAL 

Massoud Nassar Neto 

SEMDES – SECRETÁRIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 

Janayna Ferreira de Andrade 

SEMED – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 

Peter Luiz Pereira Rennó 

SEMEL – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 

Junior Fraga Bastos 

SEMFI – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS 

Conrado Chiaradia Navarro 

SEMUG – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE GOVERNO 

Israel Gustavo Guimarães dos Santos 

SEMIN – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE INFORMÁTICA 

Antônio Marcos Pereira Almeida

SEMEA – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 

Ricardo Augusto Corrêa Ferreira 

SEMOB – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS, INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS 

Carlos Antônio Ribeiro 

SEMUP – SECRETÁRIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO 

Edna Maria Lopes Dias 

SEMSA - SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE 

Nilo César do Vale Baracho 

CGM – CONTROLADOR GERAL DO MUNICÍPIO 

Francisco Tomazoli da Fonseca 

PROJU – PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO 

Paulo Henrique da Mota 

ITAJUBÁ, aos 01 de janeiro de 2021

Blog: Vamos aguardar um pouco e observar se tudo seguirá como nos últimos anos. 

Viver é Perigoso

ARRIBA 2021 !

 Viver é Perigoso

EDITORIAL DO "O ESTADO DE SÃO PAULO"


"O Brasil conta as horas para o fim do governo de Jair Bolsonaro. A partir de hoje, quando se completa a primeira metade do mandato, faltarão cerca de 17,5 mil – uma eternidade, considerando-se que se trata do pior governo da história nacional.

Se os dois primeiros anos da gestão de Bolsonaro servem de parâmetro para o que nos aguarda na segunda parte do mandato, o Brasil nada pode esperar senão mais obscurantismo, truculência e incapacidade administrativa, pois essa é a natureza de um governo cujo presidente não se elegeu para governar, e sim para destruir..."

O Estado de São Paulo 

Blog: Só falta dizerem que o "Estadão" é comunista.

Viver é Perigoso  

O ÚLTIMO DO ANO


Ontem, terminei de ler o meu último livro de 2020. Quase 600 páginas de terror. Não se tratou de um romance ou algo assim. Realidade pura. Relatórios, depoimentos, investigações, delações, sem tendências ou viés.

"A Organização - Odebrecht e o esquema de corrupção que chocou o mundo". (Companhia das Letras).

As engrenagens de um sistema de pagamentos de propinas que parecia inviolável. As relações de confiança entre políticos de todos os espectros ideológicos e os maiores empreiteiros do Brasil.

Bastidores nunca vistos da Lava Jato.

Uma guerra sangrenta entre pai e filho pelos rumos de um colosso empresarial ameaçado de morte.

A história completa (e a secreta) da ascensão, do auge e da queda da Odebrecht.

Centenas de figurões da política, do Brasil e de diversos outros países, citados, denunciados e envolvidos com o oceano de propina.

A grande maioria, principalmente no nosso País, lamentavelmente, seguindo livre, leve e solta.

Duríssimas as ações da Lava Jato, por vezes, até mesmo escapando das liturgias prescritas pelos manuais. Os condenados tentam hoje nos tribunais, recorrerem a possíveis falhas técnicas que possam e devem ter acontecido, mas não questionam o pecado, o erro.

Como dizem na Boa Vista, é claro, "não escapa um".

Bom de ler.

Vou buscar para ler nesse início do ano, para descansar a cabeça, algum livro de terror.

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Os Senhores Vereadores tomaram posse hoje pela manhã em cerimônia realizada do Teatro Christiane Riera.

Dos onze eleitos, seis foram eleitos por partidos que não apoiaram o Prefeito Christian e o Vice Nilo Baracho. Cinco eram situacionistas (Silvestre, Robson, Kener, Rafael e Melo).

Numa política normal, esperava-se que por deterem a maioria dos votos os oposicionistas fariam não só a maioria da Mesa Diretora, como elegeriam o próprio presidente da Casa (Vereador Silvio).

Mas, como é do conhecimento geral, no País, a política, obrigatoriamente ter que ser analisada como uma fenômeno anormal. Em todos os governos (federal, estadual e municipal) o Executivo não espera ajuda do Legislativo. Espera sempre proteção.

Na hora da decisão, o vereador petebista, Francisco Raimundo Pereira, conhecido como Chiquinho do Euzébio, como dizem na Boa Vista, "sartou de banda".

Foi dele o voto que proporcionou a maioria completa da Mesa Diretora à Administração Eleita.

Sr. Melo - 2º Secretário

Sr. Rafael Rodrigues - 1º Secretário

Sr. Kener Maia - 2º Vice

Sr. Silvestre - 1º Vice

Sr. Robson - Presidente

Obs: Em determinado momento o Sr. Chiquinho do Euzébio não votou nem nele mesmo.

Considerando o preparo, compromissos sempre assumidos e cumpridos, dos vereadores Marcelo Krauss, Pedro Gama, Andressa, Markinhu e Silvio, eles serão sempre ampla maioria.

Viver é Perigoso

ÉRAMOS SEIS


 Ou seis ou meia dúzia. Aguentem as pontas moçada ! 

Viver é Perigoso