terça-feira, 13 de abril de 2021

VENTOS DE GUERRA


Há séculos todos têm conhecimento que a cepa dominante na política local é o MDB.

Caso sobre um tempinho, bom dar uma olhadinha na situação atual do partido em Minas.

Com a proximidade das eleições de 2022, como sempre acontece, o pau quebra internamente no MDB mineiro. A regional é presidida pelo deputado federal Newton Cardoso Jr., que também é secretário geral nacional do partido, que por sinal apoiou o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), em desfavor do candidato de seu partido, Baleia Rossi (SP). Nenhuma surpresa.

As bancadas estadual e federal entraram com pedido, junto à direção nacional, de intervenção no diretório mineiro para trocar a atual direção. A regional do partido é presidida pelo deputado federal Newton Cardoso Jr., que também é secretário geral nacional do partido. Os deputados argumentam que o partido está sem rumos em Minas e questionam até os critérios de distribuição do fundo partidário.

Explicando:  a bancada estadual é formada por seis deputados: Celise Laviola, Douglas Melo, João Magalhães, Leonídio Bouças, Tadeu Leite e Thiago Cota. 
A federal possui quatro, além de Newton: Mauro Lopes, Fábio Ramalho e Hercílio Diniz. 

Grifem: o do presidente da Associação Mineira dos Municípios, Julvan Lacerda, do partido, que planeja ser candidato a vice-governador ou a senador. Aparentemente, parceiro dos medebistas da terrinha.

Comenta-se que o ex-prefeito da cidade deve buscar um espaço como candidato a deputado estadual nas próximas eleições. 

Muita água ainda passará sob a ponte.

Viver é Perigoso



Nenhum comentário: