quinta-feira, 29 de abril de 2021

ESTAMOS DEVIDAMENTE LASCADOS


Realmente. Pelos despropósitos verbais do presidente o pessoal já desconfiava que a produção de impropérios era demais para ser criada por uma pessoa só. 

O presidente esclareceu :

“Qualquer decisão minha, eu ouço qualquer ministro da área. Não tomo sozinho, até porque eu posso errar.

No caso de covid-19: 

Começou com a posição do escritor e ideólogo Olavo de Carvalho, considerado o guru intelectual do governo Jair Bolsonaro, que afirmava:

“A mais vasta manipulação de opinião pública que já aconteceu na história humana. Essa pandemia simplesmente não existe”.

Dentro do Palácio o deputado federal e ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, "pessoa de casa", tendo certa credibilidade conferida pela graduação em Medicina, sempre minimizou os efeitos da pandemia de covid-19 no Brasil. Com a tese de que seria possível conquistar rapidamente a chamada imunidade de rebanho, o Dr. Terra seduziu o presidente Jair Bolsonaro e virou voz importante sobre a pandemia. 
No dia 18 de março de 2020, Terra disse que o coronavírus mataria menos que o H1N1, que vitimou 2.098 pessoas em 2009. 
Em 7 de abril/2020, ele fez outra falsa previsão e disse que a covid-19 mataria menos que a gripe sazonal no Rio Grande do Sul, mencionando 950 mortos. 
O número foi alcançado três dias depois. Dois dias depois, o deputado tentou acertar outra vez e chutou "entre 3 e 4 mil mortos. Afirmava o  Dr. Terra:

"Não podemos contar muito com a vacina. Acredito que possa ter remédio, sim. A cloroquina, ao que tudo indica, tem um bom resultado, e quanto mais cedo começa, ainda no início dos sintomas."

Em outras áreas:

E pensar que ele deve escutar ou escutou (devem falar só o que ele gosta de ouvir): Damares, Ernesto Araujo, Pazzuelo, André Mendonça, Ricardo Salles, Augusto Heleno, Weintraub, Roberto Jefferson, Valdemar da Costa Neto, sem falar nos seus filhos.

Ainda virão muitas besteiras por aí.

Viver é Perigoso


2 comentários:

Anônimo disse...

2 comentários no painel do leitor
1-Elegeram esse desorientado somente por falta de interesse por política da maioria dos eleitores brasileiros. Quem se interessa pelo menos minimamente por política, sabe que Bolsonaro não tem capacidade para ser, sequer, sindico de um condomínio minúsculo. Duro é saber que tínhamos 12 opções melhores do que Bolsonaro. E, se precisar, posso dizer que tínhamos 11 opções melhores do que Haddad; logo, não tem desculpa por ter escolhido o Bolsonaro.
2-Quando Bolsonaro fez planos para explodir a adutora do Guandu(1987),o ministro Leônidas Pires Gonçalves do Exército o puniu.Então ele Bolsonaro fez uma carta de próprio punho dizendo que era mentira da Revista Veja.O ministro acreditou nele e disse a Veja.... Então o editor publicou o plano feito e com a letra do Bolsonaro e provou que ele havia mentido ao ministro.Quem mente assim não pode ser sério e agir com seriedade e sinceridade.Os mitomaníacos são assim.

Anônimo disse...

Meu amigo o voto no Brasil é quantidade, tá nas mãos de pessoas simples manipuladas pelos crápulas, por isso a qualidade não existe.