segunda-feira, 22 de março de 2021

ESTRANGEIROS RESIDENTES


Dados recentes da Acnur, a agência para refugiados da ONU, indicam que o mundo já ultrapassou a inacreditável marca de 80 milhões de refugiados, dos quais 40% são crianças. Pouco se tem falado deles.

São milhões de indivíduos que, se por um lado podiam se considerar afortunados por terem sobrevivido à guerra, haviam perdido, em graus variados, lares, famílias, terras, além de, em muitos casos, até mesmo suas pátrias e identidades nacionais.

Refugiado não é quem simplesmente emigrou de sua terra em busca de uma vida melhor, mas quem, expulso ou ameaçado, não teve opção. Ao sair deixa-se tudo para trás, e raramente os destinos procurados estarão dispostos a receber de braços abertos quem chega.

Pense no engenheiro haitiano que trabalha como frentista no posto de gasolina ali na esquina ou o professor sírio que vende esfihas numa rua de São Paulo.

André C. Aubert

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: