quarta-feira, 10 de março de 2021

CLARIN DA BOA VISTA - EDITORIAL


Partindo do princípio que no Brasil, desviar recursos públicos através de corrupção desvairada, mesmo com comprovação (e até mesmo recibo), confissão e até mesmo devolução de parte do roubo, através de artifícios judiciais aplicados por julgadores comprometidos, o Lula, os tucanos, os velhos conhecidos do Centrão, emedebistas históricos, colloristas e mais recentemente, os rachadistas no poder, têm toda razão: São inocentes. 
Bandidos na história são os Dallagnol e Moros e alguns de nós.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Graças ao Fachin o Zanin deu uma dentro.

Edson Riera disse...

Uma dentro -

O Lula até agradeceu publicamente o Zanin, que dizem, informado da decisão do Fachin, insiste em não acreditar. Acha que é pegadinha.

Abraço

Zelador