quinta-feira, 4 de março de 2021

A INVASÃO

Roberto DaMatta, escreveu hoje:

A crise instiga a imaginação.

A mais surreal seria imaginar o Brasil invadido por um país estrangeiro e sendo obrigado a defender-se e a declarar guerra ao inimigo.

A julgar pela caótica reação à covid e aos seus exércitos invasores, ao tempo que o Executivo, o Legislativo, o Judiciário e a opinião pública (obviamente dividida entre declarar ou não guerra ao invasor) se entendessem, o país já estaria falando o idioma do solerte inimigo. 

Pior que isso, mas igualmente plausível, seria testemunhar o governo comprando armas ultramodernas, mas esquecendo da munição porque o comandante negava a guerra. O mais claro surrealismo, porém, seria ver o líder supremo das forças nacionais zombar do poder do ofensor (que teria tomado a Amazônia), comentando que se trata de uma “invasãozinha”.

É minha impressão, ou estamos vivendo um texto de George Orwell? Mentir é verdade, vigarice é legalidade, confusão é lucidez, morte é vida, derrota é vitória, doença é cura.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Já que citado acrescentaria se possível a Revolução dos Bichos ("Animal Farm") de George Orwell mais uns personagens: os jumentos. Os porcos são os inteligentes da revolução já os jumentos seriam...... jumentos.

Anônimo disse...

Verdade, saímos de um pesadelo, ladrões , corrupção, desemprego, ficamos meio q anestesiados pois tudo agora é doença, complicado tanto o pesadelo como o sonho.