sábado, 6 de fevereiro de 2021

TE CUIDA POUSO ALEGRE FC

Sou amigo e sempre presto solidariedade aos meus amigos botafoguenses. Gosto muito de todos os dez. Pensando neles neste momento em que o time volta para a Segunda Divisão, atento para o lado bom do momento. Todos eles já terão o direito prioritário de tomar a vacina nos próximos dias. 

Outro aspecto positivo é que a queda do Fogão para a Segundona é que , por não ser surpresa, ninguém faz gozação com o fato.

Mas a notícia alvissareira é que poderão assistir presencialmente, renhidos embates com o time do Pouso Alegre. Pertinho.

Não poderia ser outro. Foi o tricolor Nelson Rodrigues quem definiu, de forma precisa, o torcedor botafoguense:.

"... ele compra o seu ingresso como quem adquire o direito, que lhe é sagrado e inalienável, de sofrer. Eis a verdade: - ele não vai a campo ver futebol. O futebol é um detalhe secundário e, mesmo desprezível. Ele quer, acima de tudo, desgrenhar-se, esganiçar-se e rugir contra o técnico e contra os jogadores.No dia que retirarem do torcedor alvinegro o inefável direito de sofrer e, sobretudo,o direito ainda mais inefável de descompor o seu técnico, ele ficará inconsolável, como um ser que perde, subitamente, a sua função e o seu destino.Tudo na vida é uma questão de hábito. E o cidadão que padece todos os dias, acaba-se afeiçoando ao próprio martírio ou mais do que isso: - o martírio torna-se insubstituível como um vício funesto.É o caso da torcida alvinegra sofre e já não pode viver de outra forma."


Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Times menores precisam de títulos, para que sejam notícias nos jornais esportivos.
O Botafogo tem a Literatura e seu lugar na mitologia.
Desejo sorte ao flamengo, o maior dos pequenos times de triste torcida.

Anônimo disse...

Em tempo: o Botafogo tem Garrincha, Nilton Santos e foi base da Seleção que ganhou duas copas.
Corinthians, Flamengo, São Paulo e todos os demais "grandes" tem o que mesmo?
Tão grandes, tão soberbos, tão "Seleção de 82" (linda e famosa sem ter ganhado nada).