sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

MOÇO BONITO


Mateus Riera Lima, simplesmente Mat. Completa hoje seus oito anos. Na longínqua Sorocaba vive o aniversário. Pela primeira vez com o Vô longe.

Mat, como eu vejo um pequeno anjo. Anjo moleque, sensibilidade a flor da pele. Tiradas mágicas e surpreendentes. Inteligente, alegre, brincalhão e de uma vivacidade impressionante. Se expressa e entende tudo pelo olhar.

Na pandemia, passou uma inesquecível temporada com os avós em Itajubá. Se possível fosse, naqueles dias, ainda nos aproximamos mais.

Os pais vieram buscá-lo. Antes de entrar no carro para a viagem, aconteceu a sempre difícil despedida de grandes amigos e amores.

Partiu.

Antes de chegarem em Piranguinho, perguntou aos seus Pais:

Gostaria de ficar um dias a mais com meu avô. Seria possível ?

Os pais nem discutiram. Retornaram com ele para a Boa Vista, é claro.

No reencontro no portão, após passados eternos 10 minutos da despedida, abraço forte, silencioso e com os olhos úmidos.

Sem Palavras. E precisava ?

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: