domingo, 21 de fevereiro de 2021

DIAS CONTADOS



Considerando suas opiniões do passado, sua carreira e posições a favor de política econômica liberal, o Ministro Paulo Guedes estaria com os dias contados no governo Bolsonaro. A não ser que tenha alguma coisa que não estamos vendo.

Impressionante: O Brasil segue firme como o País com maior número de estatais no mundo. Segundo dados, existem 418 no total. Ainda funciona aquela do "Trem Bala" da Dilma. Os EUA tem 16. Mesmo número existente no Reino Unido. O Japão tem 8 e a Suíça 4.

Aqui, a União tem o controle direto de 46 estatais, sendo que 19 delas operam direto no vermelho.

A situação, no que depender de aprovação do Congresso, dificilmente será alterada. Afinal, e os apadrinhados para ocupar altos cargos ?

Há tempos, que o Bolsonaro anda enfiando o dedo na economia. A última dedada foi a demissão do Castello Branco na Petrobrás.

Viver é Perigoso

7 comentários:

Julinho de Adelaide disse...

Sinceramente eu não entendo há muito tempo porque ele continua no "Governo".

Anônimo disse...

Vai arrumando....

Anônimo disse...

Agora vai....
O Ministério da Saúde nomeou o psiquiatra Rafael Bernardon Ribeiro para o cargo de coordenador-geral de Saúde Mental..... ele é defensor das terapias com eletrochoque. Que tal dar uns no chefe para o despertar da pasmaceira.....
Continuamos sem as vacinas da Pfizer e da Janssen. O governo acha as cláusulas dos contratos leoninas e não quer dar garantias de pagamento. Dezenas de outros países não acharam, mas aqui segundo a mais alta otoridade as vacinas poderiam criar "jacarés" humanos, bigodes em mulheres. É o Brasil dos novos tempos virando alvo de chacotas nacionais e internacionais.causídico jurássico

Anônimo disse...

Vacinas pra que é só uma gripezinha, maricas!
Quanto ao Prosador de Promessas o que ele vai prometer agora? Vai pra casa Padilha!!!

Anônimo disse...

Calminha, 2 anos passam rápido, pra quem aguentou 16 não é nada, respira , o problema é q nem o nariz sente mais kkkkkk

Anônimo disse...

Causídico, como diria o zelador AGORA VAI, alinhamos com a Venezuela. Depois de reuniões com políticos e representantes das empresas ficou comprovado: Bolsonaro /Pazzuello não querem comprar as vacinas do Pfizer e da Janssen. Outros 69 países aprovaram,compraram e estão imunizando.
Aproveitando a brecha e a incrível inoperância irresponsável os políticos querem aprovar no Senado lei autorizando governos estaduais e municipais comprarem. Como publicado aqui a terrinha tem $$$$$ sobrando. Olho vivo aí moçada pois 93 casos num só dia e 80% de ocupação nos hospitais fazem qualquer um perder ainda mais o sono.

Anônimo disse...

Epa, um país lá fora é como ou menor q uma CIDADE aqui , calma.