sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

MINHA VIDA É UM MILAGRE


Um dos maiores guitarristas do País, Manoel Cordeiro reza perguntando quais planos dos céus o seguraram vivo. 
Que propósito o teria desviado dos 90% de estimativa de morte, conforme os médicos informaram à sua família durante os 15 dias em que esteve entubado em um hospital? 
Foi tudo muito rápido. Às vésperas de um show com Fafá de Belém, Manoel sentiu febre em Macapá. 
Não imaginou que poderia estar com covid, mas estava.
A situação piorou quando já estava no hospital e, mesmo sem oxigenação segura, contou com a ajuda do filho Felipe Cordeiro e de Fafá para, cinco dias depois, ser transferido para um hospital de Belém. 
Internado dia 21 de novembro, Manoel, 65 anos, diabético e portador de um stent cardíaco, começou a sofrer complicações. Vieram as arritmias, um acidente vascular cerebral isquêmico e uma embolia pulmonar. Os médicos avisaram: havia poucas chances de voltar.
Pois então começa a parte da história da qual Manoel Cordeiro se lembra e à qual a Medicina não explica. 
"Na manhã seguinte em que os médicos disseram isso à minha família, eu comecei a ficar bem. E só fui melhorando. E eu pergunto a Deus todos os dias, qual será minha missão?” 
Vinte quilos mais magro depois de 43 dias de internação, Manoel seguiu para casa. “Oh glória !, tornou-se o seu bordão.”
As sessões de fisioterapia começaram. Na primeira, a médica, recebida pela mulher de Manoel, disse: 
“Em uma semana é você quem vai se levantar para abrir a porta para mim.” Uma semana depois, ele se levantou e abriu a porta.
Afirma Manoel: 
“O amor que recebi em forma de solidariedade me fez mais forte, mais lutador pela vida e mais desassombrado com a morte, porque vi e senti na intensidade desse amor a presença de Deus, dono do meu caminho e minha lanterna de proa”

Os colegas se juntaram para fazer uma live que deve ajudá-lo nas despesas contraídas durante a internação. Será nesta sexta (29), a partir das 20h, com Fafá de Belém, Dona Onete, Felipe Cordeiro, Mestre Pinduca, Luiz Caldas, Márcia Vinte quilos mais magro depois de 43 dias de internação, Manoel seguiu para casa. “Oh glória!”, é seu bordão equivalente ao “Oh sorte!”,Ferreira e Karina Buhr, em depoimentos ou shows que serão mostrados pelo Youtube e Facebook do portal Brasileiríssimos. 

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: