segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

HIBERNAÇÃO


Desde o meio do ano passado as coisas vinham caminhando relativamente bem. Falando em termos de tesouro, ou melhor, de netos. Como estavam vivendo em regime fechado e com os pais tomando todos os cuidados possíveis e quase impossíveis, passavam temporadas na casa dos avós. Aulas online, conversa e, parecendo difícil, mas se tornou realidade, os avós aprendendo com eles, principalmente nos conteúdos de ipads e tablets. Aconteceu até a presente semana.

Para o bem deles, está ocorrendo o retorno das aulas presenciais. Como todos estão inseguros, a primeira e triste recomendação foi de se distanciarem dos avós por uns tempos, pelo menos até a vacinação do Grupo 2.

Pessimista ou realista, a vacinação até a segunda dose e completar o ciclo, deverá acontecer até  o final de abril. 

Sentindo hoje como um velho urso a caminho da hibernação.

Para quem está chegando agora, hibernação é um estado letárgico pelo qual muitos animais , em grande maioria de pequeno porte, passam durante o inverno, principalmente em regiões temperadas e árticas. Os animais mergulham num estado de sonolência e inatividade, em que as funções vitais do organismo são reduzidas ao absolutamente necessário à sobrevivência. A respiração quase cessa, o número de batimentos cardíacos diminui, o metabolismo, ou seja, todo o conjunto de processos bioquímicos que ocorrem no organismo, restringe-se ao mínimo. Pode-se dizer que qualquer animal que permanece inativo durante muitas semanas, com temperatura corporal inferior à normal, está em hibernação, embora as mudanças fisiológicas que acontecem durante o letargo sejam muito diferentes, de acordo com as diferentes espécies

Penso estar entrando na situação pelos próximos 90 dias.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

É vovô/vovó não tem saída. Tá feia a coisa. A covid está cada vez mais perto de nós. Levamos aqui um susto com a notícia de contaminação em pessoas muito próximas. Feitos testes graças a Deus deram negativos. Portanto se cuidem e aguentem mais um pouquinho.