quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

EM CARTAZ !


O conhecimento científico é diariamente desprezado. Eles passam a defender que a terra não é redonda; passam a recomendar que não é preciso vacinar crianças e idosos; afirmam que o isolamento social em época de pandemia não tem efeitos no controle de contágio; passam a recomendar, genericamente, tratamentos e medicações ainda não reconhecidos pela sociedade científica, ou seja; resumem o conhecimento e evolução científica da humanidade a nada. 

No campo das relações sociais e da convivência, eles não mais escondem seu preconceito com as diferenças de identidade sexual, raça ou de cor da pele; fazem piada com o tamanho de órgãos genitais dos asiáticos; fazem piada com a forma de falar português dos chineses e com o tamanho das cabeças dos nordestinos; tratam quem pensa diferente como inimigo; exaltam a violência; desprezam o sofrimento. Celebram o confronto, a morte e a desunião.

O modelo de sociedade deles só pode triunfar na violência, na ignorância e na desinformação.

O saber histórico também passa a ser desprezado: para eles não houve holocausto; não houve ditadura; nazismo foi de esquerda e o comunismo está implantado no país.

E a empatia? Aquela capacidade de se identificar com o sofrimento do outro? Eles são impermeáveis à empatia!

(extraído de artigo do Sergio Ribeiro Pereira)

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Definição do Brasil atual.
nos USA já dançaram.......
na inglaterra também..........

Anônimo disse...

"a desinformação e a interpretação equivocada ou tendenciosa leva a consequências trágicas" Do ministro General Pazulerdo da Saúde ontem. É MESMO? por será que ele não fala para o chefe? Observador da cena