sábado, 12 de dezembro de 2020

BOM DE OUVIR


Viver é Perigoso

VEM PRA CÁ !

 


Viver é Perigoso

ARRIBA CUBA !


Quase todos já passando dos setenta, fomos um dia apaixonados por Cuba. Pela música, pela alegria e por que não, pela proximidade com Miami.

Na década de 60, acompanhamos diariamente pelos jornais o avanço de Fidel, Camilo Cienfuegos e o argentino Guevara, desde Sierra Maestra, que culminou com a derrubada do ditador Fulgêncio Batista. Ainda não se falava de comunismo e União Soviética.

Tudo se lascou, com a tintura de vermelho forte. Paredão, massacres sem julgamento, atrelamento total aos russos. Falso paraíso. Ditadura implacável.

Bloqueio econômico ferrenho dos americanos. A vida seguiu com tentativas de exportação do regime.

Debacle total com a Perestroika promovida por Gorbachev na Rússia. Fim da ajuda.

Regime cubano ainda mais fechado e pobreza, muita pobreza. Colaboração da Venezuela com o petróleo e o Brasil petista com financiamentos a fundo perdido, como se comprovou.

Por razões óbvias, as torneiras se fecharam.

Agora, mudanças. 

A partir de janeiro, Cuba irá unificar as suas duas moedas. Sim, eles têm duas. O peso cubano (CUP), usado pelo Estado para pagar salários e cobrar serviços básicos, e o peso conversível (CUC), cujo valor é atrelado ao dólar e equivale a 24 CUP´s.

Para se ter uma ideia: O salário mínimo é de 400 pesos cubanos (R$ 86,00) e deverá passar, após a unificação das moedas, para 2.100 pesos cubanos (R$ 439,00). Hoje, o salário médio é de 879 pesos cubanos (R$ 187,00).

Nesses anos todos, Cuba foi uma ilha paradisíaca para os intelectuais e políticos de esquerda brasileiros. Claro, gostam de admirar bem de longe.

Arriba Cuba !

Viver é Perigoso

PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES


Acompanhamos desde o início de 2020 um verdadeiro tsunami de notícias catastróficas sobre a pandemia que assola o planeta. 

Hoje, um artigo assinado pelo biólogo Fernando Reinach, no Estadão, indicou que temos saída e, usando um termo na moda, "com evidência científica".

Está escrito sobre os resultados da fase 3 da vacina da Pfizer/BioNTech:

" Este é o trabalho científico mais importante de 2020. A Pfizer/BioNTech publicou os resultados completos dos estudos de Fase 3 de sua vacina. O trabalho relata um ensaio clínico cuidadoso com resultados inquestionáveis. A eficácia de 95% e a segurança da vacina foram comprovados.

Os ensaios da Fase 3 da Pfizer/BioNTech foram executados entre os dias 27 de julho e 14 de novembro de 2020, em 152 centros de pesquisa localizados nos EUA, Argentina, Brasil (2), África do Sul, Alemanha e Turquia.

No Brasil um dos centros fica na Escola Paulista de Medicina e é coordenado por Cristiano Zerbini. O outro fica na Associação Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador, coordenado pelo Dr. Edson Moreira.

Participaram 43.448 voluntários, sendo que 21.720 receberam vacina e 21.728 receberam placebo (solução de água e sal). Dos que receberam injeções, 37.706 foram seguidos por 2 meeses, uma exigência dos órgãos regulatórios que aprovam vacinas.

Por estas bandas, deverá ser anunciado o resultado da Coronavac, desenvolvido pela Sinovac e cujo ensaio da Fase 3 está a cargo do Butantan.

Entendemos, embora não todos, como a ciência é importante.

(Artigo completo no jornal O Estado de São Paulo - 12/12/2020 - A22

Viver é Perigoso