terça-feira, 8 de dezembro de 2020

JUÍZO MOÇADA !


Suave, mare magno, turbantibus aequora ventis, e terra magnum alterius spectare laborem.

É doce, quando no vasto mar os ventos elevam as ondas, testemunhar da costa as duras provações do outro.

Tito Lucrezio Caro 
Poeta e filosofo romano (98 a.C. - 55 a.C.) - 

Viver é Perigoso

CADA UM POR SI



O Prefeito reeleito de Maringá informou:

"Pessoal, já estamos nos preparando para compra de vacina contra o coronavírus. Independente dos governos federal e estadual, nossas equipes estão pesquisando a forma mais adequada para fazer a compra de doses."


(Deu no blog do Zé Beto)

Blog:  Só falta. Dentro em breve poderemos ter vacina (de diversas) procedências sendo comercializadas na Amazon, Mercado Livre, Magalu, Americanas, etc.

Viver é Perigoso

CONVERSA


Ouvido hoje na Boa Vista, é claro:

"Caso em 2022 tenha que optar entre o atual e Dória, eu passo."

Viver é Perigoso 

40 ANOS

8 de dezembro de 1980

Ao longo de quase 20 anos de fama inimaginável, Lennon desenvolveu antenas especialmente sensíveis ao perigo. Mas não se preocupava que Nova York inteira soubesse onde residia. De fato, vários intrusos haviam entrado no edifício Dakota. No entanto, ele se negou a contar com um serviço de segurança, com exceção de um ex-agente do FBI contratado para proteger seu filho. 

Seu argumento: “Se alguém quer te matar, vai te matar.” 

Acertou.

Mark Chapman, assassino de Lennon, foi condenado a prisão perpétua. Cumpre pena na prisão de Attica, no Estado de Nova York. Chapman está preso desde então, tendo seu pedido de liberdade condicional sido negado onze vezes.

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA


O leilão marcado para o próximo 17/12 na Bolsa de Arte em São Paulo poderá marcar uma época. Isso porque o quadro "A caipirinha", de Tarsila do Amaral, estará disponível para arremate, com um lance mínimo histórico por conta do valor: R$ 47 milhões, um recorde.

Fora do País, no ano passado, o MoMA - Museu de Arte Moderna de Nova York, adquiriu para seu acervo, a tela "A Lua" (1928), da Tarsila, por US$ 20 milhões (mais de R$ 100 milhões).

"A caipirinha" foi finalizada durante a segunda viagem de Tarsila do Amaral a Paris, em 1923, um ano após sua participação na Semana de Arte Moderna, em São Paulo.

O quadro, estará disponível para visitação pública com entrada franca entre esta terça-feira (8), e o dia do leilão, na sede da Bolsa de Arte — Rua Rio Preto 63, Cerqueira César, das 11h às 19h. Por conta da pandemia, serão permitidos dez visitantes por vez no salão.

O empresário Salim Taufic Schahin (do banco Schahin envolvido no escândalo da Lava-Jato),  adquiriu o quadro na década de 1990. Em 2013, ele teria vendido a obra ao filho, Carlos Schahin, por 240 mil reais – o que foi questionado pelos credores. A obra estava confiscada pela Justiça, que decretou, em junho, a venda com pagamento à vista.

Sobre Tarsila, sempre é duro lembrar, que em 1995 o empresário argentino comprou o "Abaporu" por US$ 1,3 milhão, que hoje integra o acervo do Malba - Museu de Arte Latina de Buenos Aires.

Viver é Perigoso

CABEÇUDOS


No governo, os principais nomes resistentes à Huawei são Heleno e o chanceler Ernesto Araújo.

Há duas semanas, nenhum deles se dispôs a receber o vice-presidente global de relações governamentais da Huawei, Marc Xueman. O executivo só conseguiu ser atendido pelo ministro Paulo Guedes (Economia).

Bolsonaro já sinalizou diversas vezes que pode vetar a Huawei porque se alinhou estrategicamente a  Trump, que lidera uma guerra comercial contra a China.

A dupla de ministros (Heleno e Araújo), da ala ideológica do governo federal prepara um decreto para impedir a participação da chinesa Huawei no leilão do 5G. O decreto é um instrumento a ser usado pelo presidente Jair Bolsonaro, caso decida banir a gigante chinesa do fornecimento de equipamentos de telecomunicações para as redes 5G.

Caso aconteça, a empresa deverá ir ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a medida.

Viver é Perigoso

ESTAMOS LASCADOS


Totalmente sem sentido a realização de uma reunião dos governadores com o General Pazzuelo, atualmente ocupando a cadeira de ministro da saúde. Lamentavelmente, o Sr. Pazzuelo não pode afirmar e se comprometer com planos, prazos e providências. Tudo o que for combinado pode ser desfeito pelo Sr. Jair Bolsonaro, em minutos e pior, ainda passar um "sabão" no general, em público.

Perda de tempo e desgaste para todo mundo. 

Povo, atônito. Acontecendo a banalização da dor quando distante. O desespero bate à porta quando, o que já está acontecendo, pessoas caras e próximas, atravessam dificuldades. 

Viver é Perigoso

GRUPO DE RISCO


 Viver é Perigoso