domingo, 11 de outubro de 2020

SIMPLICIDADE É UMA ARTE


Com todo o respeito e solidário com as dificuldades vivenciadas por todos, as mudanças provocadas pela pandemia nos têm proporcionado a graça da vivência diária com os nossos netos. E confirmo: de minha parte tem sido uma aprendizado constante.

Como, com o correr dos tempos, a gente complica tudo.

Hoje li uma experiência, igual a tantas que dispararam a acontecer aqui na Boa Vista, é claro, durante todo o tempo. Foi contada pelo Luís Fernando Veríssimo:

O neto dele, com oito anos, foi questionado pela professora, quando a letra "O", em final de palavra, tem som de "U". Resposta do neto:

- De vez em quando.

Primor de resposta. 

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO


Somente Um Andar Mais Perto de Ti

Oh porque quando minha frágil vida terminar
Não haverá mais tempo para mim
Me guie gentilmente, com segurança para o
Vosso reino
Para as margens do vosso reino

Só um andar mais perto de ti
Conceda-me Jesus este é o meu pedido,
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor, deixe estar

Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor
Deixe estar

Viver é Perigoso

FALOU E DISSE !


"Explicação simples: ninguém falou nada da indicação do novo ministro do Supremo porque todo mundo gostou. - ou, se não gostou, engoliu com casca e tudo. O novo ministro, quando se pensa um pouco, é o homem dos sonhos do mundo político brasileiro de hoje - agrada o PT, ao "Centrão", à OAB, ao ministro Gilmar Mendes, aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, às empreiteiras de obras públicas, aos refugiados da Lava Jato, aos escritórios "top de linha" da advocacia criminal, aos defensores das "instituições democráticas", a classe intelectual, ao presidente Bolsonaro e por aí vamos. O leitor lembrou de alguém mais para colocar na lista. O fato é que ninguém que viaja nesse bonde pode admitir, de jeito nenhum, que o STF melhore, por pouco que seja. Pode tudo - mas melhorar não. Bolsonaro teve a sua primeira grande chance de piorar o Supremo. Não perdeu a viagem. "

J.R. Guzzo

Viver é Perigoso

MUITO BOM DE VER


Não se trata de coisa nova, mas chamado a atenção por um amigo, fui assistir no Netflix a série "Borgen".

Borgen é uma série televisiva dinamarquesa de ficção, do gênero drama político, totalizando 3 temporadas de 10 episódios cada.

Uma experiência e tanto para aqueles que, de forma ou outra, estejam envolvidos com política ou alguma forma de comunicação (e quem não está ?).

Para aqueles que estão chegando agora, "Borgen" é como tratam na Dinamarca o Palácio de Christiansborg, onde estão sediados os três ramos do governo, o Parlamento (legislativo), o Gabinete do Primeiro-Ministro (executivo) e o Supremo Tribunal (judicial).

A história narra os jogos de interesse que se desenvolvem na política dinamarquesa, através da personagem Birgitte Nyborg, uma líder partidária que se converte na primeira mulher a alcançar o cargo de primeiro-ministro da Dinamarca.

Até onde se pode ir para manter o poder? Como conciliar a vida pessoal e a vida profissional, bem como os seus ideais e os sacrifícios políticos necessários ?

Paralelamente, explora-se a relação entre os meios de comunicação social e o poder político, que se condicionam mutuamente.

Viver é Perigoso

ENQUANTO ISSO, LÁ NA TERRINHA


Pelo terceiro dia consecutivo, Portugal registrou mais de mil novos casos de Covid-19. Ontem,  sábado (10), a quantidade de novas infecções foi a mais elevada desde o início da pandemia, com 1.646 pessoas com o novo corona vírus.

Com os casos predominando na população mais jovem e com menos fatores de risco, o número de morte permanece relativamente baixo: foram 5 nas últimas 24 horas.

No total, Portugal contabiliza 85.574 pessoas infectadas e 2.067 mortes pela Covid-19.

As autoridades de saúde chamaram a atenção para o fato de 67% das novas infecções terem acontecido em eventos de confraternização, como batizados e bodas.

O primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, apelou à responsabilidade individual dos cidadãos para frear o avanço do vírus.

“Creio que temos todos consciência de que a sociedade, as famílias, as empresas não podem voltar a suportar o custo de uma paragem global como aquela que tivemos nos princípios desta pandemia. Os custos para o emprego são brutais, já temos mais de 100 mil desempregados, temos milhares de famílias com perdas de rendimentos e isto é um custo social imenso”, afirmou.
“Por isso, temos de conseguir contornar a pandemia, agora, com novas armas, não pode é ser parar outra vez tudo. Essas novas armas têm de ser a responsabilidade pessoal de cada um de nós”, completou."

Viver é Perigoso

É O CARA !


Desde há muito, após o sueco Björn Borg, o único tenista que me coloca horas na frente da TV é o espanhol Rafael Nadal. Um monstro em determinação e vontade de vencer.

Com domínio absoluto do confronto, o espanhol conquistou, neste domingo, seu 13º título de Roland Garros após bater o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 0. A partida de hoje se transformou praticamente numa aula do tenista espanhol.

Vencer um torneio por 13 vezes na história do tênis se torna um feito único na conta de Rafael Nadal. Jamais um jogador, em qualquer nível de competição, sejam ATPs 250, 500 ou Masters 1000, conseguiu vencer tantas vezes no mesmo lugar e o espanhol alcançou a marca num Grand Slam.

Ao manter sua hegemonia no saibro de Paris, ele igualou pela primeira vez na carreira o número de títulos em torneios de Grand Slam do suíço Roger Federer.  Agora, ambos têm 20 troféus nos quatro eventos mais importantes do circuito.

Blog: O Zelador jamais conseguiu dar uma raquetada sequer na vida. Porém, junto com amigos visionários participou, em outros tempos, da construção de quatro quadras de tênis na Sede Campestre do Clube Itajubense. Um esporte de classe.

Viver é Perigoso

BEIRANDO A IRRESPONSABILIDADE


Atônitos, todos ficaram sabendo da soltura do traficante André de Oliveira Macedo, 43, conhecido como André do Rap e importante chefe do PCC, por determinação do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal. Para o ministro, Macedo estava preso desde o final de 2019 sem uma sentença condenatória definitiva, excedendo o limite de tempo previsto na legislação brasileira.

O traficante deixou a penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, na manhã de ontem (sábado). Deixou como endereço a sua casa no Guarujá.

À noite, a decisão foi suspensa por outra decisão do presidente do STF, Luiz Fux.

Claro que a Polícia não achou no endereço registrado, o agora foragido, André do Rap. 

Policiais dos departamentos Estadual de Investigações Criminais (DEIC), de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e de Operações Policiais Especiais (DOPE) estão em diligências desde ontem tentando recapturar o traficante.

Como curiosidade, conforme adiantou o "O Antagonista", o pedido que resultou na decisão de Marco Aurélio Mello de libertar o traficante André do Rap foi apresentado pelo escritório de um advogado que era assessor do gabinete do ministro do STF até o começo do ano.

O ex-assessor de Marco Aurélio, Eduardo Ubaldo Barbosa, não aparece assinando o pedido. Quem assina é a sócia dele, Ana Luísa Gonçalves Rocha. Os dois são sócios do escritório Ubaldo Barbosa Advogados, com sede em Brasília.

Blog: Nos tempos do velho oeste, a justiça seria feita, prendendo o responsável pela soltura até a recaptura do fugitivo. Volta aos holofotes polêmica discussão sobre a necessidade de esclarecimento sobre a origem do dinheiro para pagamento de advogados.

Viver é Perigoso

150 MIL !!!!!




"A morte de uma pessoa é uma tragédia; a de milhões, uma estatística."

Joseph Stalin

Brasil passa de 150.000 mortos. Na segunda posição mundial em números absolutos. Na terceira posição considerando a taxa de óbitos/milhão de habitantes.

Atravessando a maior crise da história sem um especialista dirigindo o ministério da saúde. Um aloprado fazendo publicidade de um remédio sem comprovação e desde o primeiro dia, incentivando e participando de aglomerações. Homens "públicos" desviando recursos da saúde e irresponsáveis negando a gravidade da situação.

Graças ao STF (por incrível que pareça), que deu poderes aos governadores e prefeitos para adotarem as providências necessárias, conseguiu-se evitar que o Brasil estivesse na liderança mundial em doença/óbitos.

A história registrará e condenará aqueles que detinham o poder para amenizar a tragédia.

Viver é Perigoso

FERIADÃO

 



Estive em São Paulo na Sexta-Feira. Vapt-vupt. Ida às 10:00 horas e retorno à tarde. Deu até para animar lembrando os velhos e bons tempos. Milhares de carros saindo da cidade. Trânsito monumental. Engarrafamentos quilométricos na Ayrton Senna. Carros lotados, com bicicletas, pranchas e, claro, caixas de isopor.

Sei não...

Viver é Perigoso