terça-feira, 6 de outubro de 2020

É A VIDA...


Há alguns anos, como sempre aconteceu com a gentil Célia Rennó, ela me proporcionou a honra de participar de um entrevista numa rádio digital da cidade (não me lembro os dados).

De cara, ela me perguntou minha opinião sobre o PT, que no estava naquele momento submetido a uma avalanche  de denúncias.

Sabedor de sua paciência, postura educada e democrática, opinei:

- O PT morreu. Ela educadamente sorriu.

Quis dizer que face ao enorme e praticamente irreversível desgaste, o partido, mantendo em âmbito federal, mesmas, acusadas e desacreditadas lideranças, não teria mais chances em eleições majoritárias.

Não tem como. O Partido, mesmo com o governo que aí está, em nenhum momento aparece como uma opção de poder. Não tem nomes e já sabem disso. 

Só não chegaram ainda a uma conclusão de como tirar o fardo, dos acontecimentos nefastos dos governos Lula e Dilma, das costas, o que apaga ou atenua, qualquer medida interessante que tenha sido tomada.

Outros partidos chegam ao absurdo te imaginar uma eventual declaração de apoio do PT como uma ameaça.

Aqui na cidade existem partidários capazes e bem intencionados. Mais viável seria se envidassem os esforços no sentido de conseguir uma cadeira na Câmara Municipal. Talvez essa essa seja a estratégia com a candidatura do Douglas Martins, preparado e com boas ideias.

Dizem: o importante é participar democraticamente do processo mesmo com chances ínfimas de vencer as eleições. Desgastante e difícil.

E a saída ? Talvez com o afastamento voluntário de todos aqueles que ocuparam cargos federais nos governos petistas e  toquem adiante o novo PT do B.

Viver é Perigoso

SOB A LUZ DE VELAS



" Cada um tem direito a suas própria opiniões, mas não aos seus próprios fatos"

Daniel Patrick Moynihan

Viver é Perigoso

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Leitura obrigatória para os observadores dos novos tempos. "Os Engenheiros do Caos" - Giuliano Da Empoli - Editora Vestígio.

Melhor transcrever a contracapa e dispensar explicações:

" Uma mentira pode dar volta ao mundo enquanto a verdade leva o mesmo tempo para calçar os sapatos" - Mark Twain

Aos olhos dos seus eleitores, as deficiências dos líderes populistas se transformam em qualidades, sua inexperiência demonstra que não pertencem ao círculo da "velha política", e sua incompetência é uma garantia de autoridade. As tensões que causam em nível internacional são vistas como mostras de independência, e as fake news marca inequívoca dê sua propaganda, evidencia sua liberdade de pensamento.

No mundo de Donald Trump, Boris Johnson, Matteo Salvini e Jair Bolsonaro, cada dia traz sua própria gafe, sua própria polêmica, seu próprio golpe brilhante. No entanto, por trás das manifestações desenfreadas do carnaval populista, está o trabalho árduo de ideólogos e, cada vez mais, de cientistas e especialistas do Big Data, sem os quais esses líderes nunca teriam chegado ao poder.

É o retrato desses engenheiros do caos que Giuliano Da Empoli nos apresenta, por meio de uma investigação ampla e contundente que vai muito além do caso Cambridge Analytica e remonta ao início dos anos 2000, quando o momento populista global, hoje em pleno curso, dava os seus primeiros passos na Itália.

O resultado é uma galeria de personagens variados, quase todos desconhecidos do público em geral, mas que vêm mudando as regras do jogo político e a face das nossas sociedades.

Viver é Perigoso

DESTEMPERADO

 


Malafaia - Extremista, destemperado, desarticulado, ameaçador sempre metendo o bico onde não deve.

Viver é Perigoso


 

PODE ISSO ARNALDO ?

 


O vereador Zé Maria Bão é candidato a reeleição. Está filiado, tudo indica, ao PTB, partido da coligação do Dr. Ricardo Mello e Santi. Pelas postagens o nobre vereador está apoiando a chapa da situação, Christian/Baracho.

Todos sabem que o Vereador Bão se mantem (durante todo o mandato) como fiel aliado ao atual prefeito.

Pode isso ? E a tal fidelidade partidária ?

Viver é Perigoso

O PRÓXIMO A TIRAR O TIME ANTES QUE QUEIME O FILME


 Viver é Perigoso

VIVER É PERIGOSO - 11 ANOS

 


Mais uma vez esclarecendo, o "Viver é Perigoso" nasceu em Itajubá no dia 6 de novembro de 2009, numa terça-feira.

A ideia da criação veio de uma conversa descontraída que aconteceu no sábado anterior (3/10/2009), em Niterói, onde o Pedro Riera morava, entre o Zelador, a Rachel Riera e o anfitrião Pedro.

Voltamos para a terrinha na segunda-feira (5) e na terça começou e de cara opinou no primeiro post:

"Claro que temos de preocupar com a política. Na realidade os quadros são fracos. Nessa área não tem ninguém despontando. Em cada eleição somente, quando trocamos, são cachorros gordos por cachorros magros. Faço uma ideia pela minha Itajubá. Desde há muito, estamos passando por uma entressafra de homens públicos, corretos, criativos, dotados de espírito publico e com visão de futuro. Fazer o que ? Desistir ? Jamais. "

Foi criticado pela situação e apoiado e até aplaudido pela oposição da época. Coincidentemente, os membros da atual situação, já há oito anos no poder. É a vida...

Sempre fica um agradecimento para o grande Sponholz, que circula grandes jornais e revistas do País e nos dá a honra de sua presença diariamente.

Um abraço para o Saulo Caridade que nos orientou sobre os primeiros passos na blogosfera, também criador da marca "Clarin da Boa Vista".

Como nos discursos de formatura, não poderíamos nunca deixar de registrar a fiel participação do grande amigo de tantos anos e companheiro nos 23.000 posts, milhares de comentários publicados e, após o inicio da contabilização, alguns  milhões de visualizações.

Grato aos amigos, que concordando e discordando e respeitando, se dignam a passar os olhos por este espaço. 

Viver é Perigoso