domingo, 23 de agosto de 2020

RAY


Caso ainda estivesse entre nós, Ray Bradbury teria completado ontem (22/8), cem anos de idade. Bradbury tomou o barco em junho de 2012, em Los Angeles.

Celebrado escritor de variados gêneros. Ficção científica e fantasia.

Conheci e fiquei vidrado nos seus escritos quando da adolescência nos distantes anos 60. 

Alguma alma boa me emprestou "Crônicas Marcianas", com 26 inesquecíveis contos. Logo em seguida passou pelas minhas mãos e olhos, " Os Frutos Dourados do Sol", com 12 notáveis contos.

Já mais moço e politizado, tive acesso ao "Fahrenheit 451", de onde veio o filme (1966) de mesmo nome dirigido por François Truffaut e com Julie Christie (Num futuro hipotético, os livros e toda forma de escrita são proibidos por um regime totalitário, sob o argumento de que fazem as pessoas infelizes e improdutivas - Fahrenheit 451 é uma referência à temperatura de queima do papel ).
Para os que estão chegando agora, Fahrenheit é uma escala de temperatura proposta por Daniel Gabriel Fahrenheit em 1724. Sua unidade é o grau Fahrenheit).

Bradbury foi também (1956) o autor do roteiro da adaptação cinematográfica de Moby Dick dirigida por John Houston. Com Gregory Peck no papel do Capitão Ahab.

Ray Bradbury. Marcante na vida de muita gente.

Viver é Perigoso

PRIORIDADES

Viver é Perigoso