sexta-feira, 19 de junho de 2020

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

TOCOU DESESPERO


Viver é Perigoso

FAKE NEWS


Não procede a notícia que o Fabrício Queiroz irá para o Banco Mundial.

Clarin da Boa Vista

Viver é Perigoso

É PRÁ VALER: EM ITAJUBÁ, OREMOS !



DECRETO Nº. 7.924/2020 

Autoriza, sob condições, o funcionamento de atividades em igrejas, templos e locais de quaisquer cultos e liturgias, altera o Decreto nº 7.801/2020 e dá outras providências. 

Art. 1º. As igrejas, templos religiosos e afins, que desejarem retornar as suas atividades, a partir da data de publicação deste Decreto, deverão seguir as condições previstas neste Decreto, que vigorará enquanto persistirem as ações de enfrentamento da pandemia causada pela COVID-19.

19 de junho de 2020

Blog: Atenção Administradores da cidade: A recomendação "oremos" está de pé, mas poderemos orar em casa.   

Viver é Perigoso

CHAMAM ISSO DE TRANSPARÊNCIA


Viver é Perigoso

OREMOS !


O Brasil atingiu na tarde de hoje a marca de 1.009.699 casos confirmados de covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, segundo levantamento feito pelo consórcio, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.
Os dados são divulgados pelas secretarias estaduais de saúde, em que o consórcio se baseia para produzir o balanço. 

Viver é Perigoso

A CARTA

Estimado Pai,

Espero que esta o encontre bem e com saúde de sempre. Como estão as coisas por aí ? Longe de casa, fico ansioso por notícias de todos.
Aqui há poucas novidades. A vida segue com a rotina de sempre. Acordo bem cedo para cumprir minhas obrigações, na companhia dos meus colegas. Em grupo o trabalho parece fluir mais facilmente e agradeço pela companhia que tenho.
A cidade anda cada vez mais movimentada, o que significa trabalho aumentado. Não é raro eu pular o almoço e acabar jantando pouco antes de me deitar. Não me queixo. Sei bem o que devo fazer e me realizo com o meu ofício.
Gosto do contato diário com vária pessoas que cruzam o meu caminho, porém sinto que estou chegando ao fim da minha tarefa por aqui. É claro, eu sabia que meu estágio não duraria para sempre. Mesmo assim sinto um calafrio. Mudanças geram temores. E por menores que sejam, elas nos incomodam.
Em breve chegará o momento de voltar para casa, junto do Senhor. Não quero deixá-lo magoado, pensando que tal ideia me desagrada. Mas sentirei falta do convívio com as pessoas que me cercam. Sentirei falta das paisagens daqui, dos aromas, dos costumes locais.
Sentiria medo da frustração de talvez não conseguir ser tão perfeito quanto ao Senhor ?
Os que o conhecem sabem muito bem: é poderoso, eloquente, rígido e disciplinador. Sabe respeitar-se e exigir o respeito que merece. É sábio em tudo, sabendo ministrar a dose exata de justiça e bondade, dando a cada um o que merece, caso a caso. Sua imagem está na min ha mente, seu olhar me acompanha dia e noite. às vezes chego ouvir a sua voz, a sua respiração.
Falo muito do Senhor para as pessoas que se aproximam de mim. Elas ficam felizes, pois reconhecem que a gente só fala das pessoas ou coisas que se gosta muito. Há também quem não acredite que um pai possa ser assim tão bom. Mas fazer o quê ?
Em breve não terei mais o que fazer por aqui. Mais algumas tarefas e estarei livre.
Em algumas semanas espero voltar para casa e encontrar o Senhor.
Do seu filho amado,

Jesus

(Escrita pelo Salathiel Westphalien de Sousa)

Viver é Perigoso

PRÁ PENSAR


Vigésima Quinta Emenda à Constituição dos EUA

A 25ª Emenda foi adotada pelo Congresso em 1967 para definir a sucessão presidencial em emergências, como resultado direto do assassinato do presidente John Fitzgerald Kennedy, em novembro de 1963. 
Nas horas após o atentado, havia confusão sobre a gravidade dos ferimentos que acabaram por matar o presidente em Dallas. 
Sob a emenda, o presidente pode se declarar incapacitado ou ser declarado como tal pelo vice-presidente, desde que ele, em conjunto com a maioria dos membros do gabinete – oito ministros, determinarem que há incapacitação física ou mental. Neste caso, o vice-presidente assume imediatamente o poder. Mas a emenda dá ao presidente o direito de resistir à remoção pedindo um voto às duas casas do Congresso. Se o Legislativo não confirmar, por dois terços dos votos, a incapacidade do presidente, ele pode reassumir o cargo. 

Viver é Perigoso