quarta-feira, 22 de abril de 2020

O PRIMEIRO CONDENADO


Muito repetido o tema AI-5. Mas foram 17 os Atos Institucionais baixados pelo poder executivo, no período de 1964 a 1969, regulamentados por 104 atos complementares.

Só lembrando, o AI-14 estabeleceu a modificação do artigo 150 da constituição, com a aplicação da pena de morte nos casos de comprovada participação em atos de terrorismo que resultasse em morte e também em "guerra externa, revolucionária ou subversiva"

O primeiro enquadrado no AI-14, foi Teodomiro Romeiro dos Santos, preso no dia 27 de outubro de 1970. O rapaz de 18 anos, militante do Partido Comunista Revolucionário Brasileiro, foi condenado à morte sob a acusação de ter disparado contra um sargento da Força Aérea que morreu e ferido um policial federal. 

Teodomiro dos Santos é reconhecido como o primeiro brasileiro a receber a sentença de morte desde a Proclamação da República. Outros dois militantes da esquerda, posteriormente, também foram condenados. Todos escaparam da execução

A sentença de Teodomiro Romeiro, foi comutada para prisão perpétua em 1971, depois transformada em 16 anos de prisão, das quais, cumpriu 9 anos Fugiu da penitenciária exilando-se na França, onde teria trabalhado como pintor de paredes e metalúrgico. Voltou para o Brasil em 1985 após a expiração de sua condenação.

De volta ao Brasil, fez concurso público para juiz de trabalho e tomou posse em 1993. Chegou a presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho e aposentou-se em 2012 – por decisão da Comissão da Anistia, os nove anos que passou preso foram contabilizados como tempo de serviço para fins previdenciários. 

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Jackson Pollock - Red, black and silver, 1956.
Viver é Perigoso

EXPLODE CORAÇÃO


Deu no Estadão

O Reino Unido pode manter medidas de distanciamento devido ao coronavírus por mais um ano se uma vacina ou tratamento eficaz não forem encontrados antes disso, alertou o principal consultor médico do governo nesta quarta-feira, 22.

"A saída disso será uma das duas coisas, uma vacina altamente eficaz ou medicamentos altamente eficazes para impedir que as pessoas morram com esta doença", disse Chris Whitty. 

"Até que tenhamos isso, e a probabilidade de obtê-los a qualquer momento do próximo ano é muitíssimo pequena e acho que devemos ser realistas sobre isso, teremos que confiar em outras medidas sociais, que obviamente são muito perturbadoras", afirmou. 

Blog: Começo a entender as palavras da Dra. Joana Riera, proferidas para nos animar:

" Pai, nós os filhos e os netos, vamos "pegar" o corona e por não estarmos enquadrados em nenhum grupo de risco, possivelmente, nem teremos sintomas. Ficaremos todos auto-imunes e logo estaremos todos juntos na nossa casa em Itajubá. A mãe e o senhor, ficarão quietinhos aí."

Viver é Perigoso 

MANAUS


Temos um apego especial pelo Amazonas e em especial por Manaus. Lá vivemos por cinco anos e nos relacionamos, de longe, por quase a vida toda. Grandes amigos.

Com minha família, cheguei lá com 30 anos. Seguimos juntos, em visitas, negócios, contatos, pela vida toda.

Nos sentimos abalados com a situação de calamidade na saúde vivida de Manaus em decorrência do coronavírus.

Doeu muito ver o Prefeito Arthur Virgílio chorando ontem, quando de uma reportagem, dando conta de sua impotência em enfrentar a pandemia.

Conheci o Arthur Virgílio, apresentado pelo Pastor Caio Fábio Filho, lá pelo final dos anos 70. Eles eram amigos de juventude agitada vivida no Rio de Janeiro. Para quem está chegando agora, o Arthur Virgílio é diplomata. Foi deputado federal e senador da República. Estive algumas vezes no seu gabinete no Senado. Bom de se ouvir. Um tucano de esquerda.

Manaus, desde o governo Gilberto Mestrinho, ficou muito ligada a Itajubá, com ênfase a nossa Escola de Engenharia. O governo do Estado incentivou, de formas diversas, a vinda de jovens para estudar na terrinha. Muitas "repúblicas" e até um time de futebol.

O próprio governador Mestrinho, aqui esteve numa visita especial (trouxe na comitiva a Miss Amazonas Hermengarda Junqueira) e participou de um jantar (tartarugada do Club Bar ). A azarada tartaruga virou um quadro com detalhes amazônicos, pintado pelo artista itajubense, João Luís, tendo ficado exposta no restaurante por muitos anos.

Grandes amigos: Fernando Bonfim, os irmãos Daou, Jalser, Paulo Leão, Toinho, Marinho. Lá conheci e conversei com Thiago de Melo e com o mineiro, que vivia num barco vagando pelo interior do Amazonas, Mario Palmério (Chapadão do Bugre e Vila dos Confins).

Inesquecível, o Chico Preto (que era loiro e com os olhos azuis). Sócio do Jalser nas lojas "Carroussel" e dono de Hotel Rio Mar, onde ficaram hospedados quando de uma visita/pescaria, os meus tios Oswaldo, Mário e meus primos Luzimar e Carlos Riera. O Chico não deixou ninguém pagar pela hospedagem.  

Também amazonense e manauara, o meu grande amigo e filho, Pedro Riera.

Viver é Perigoso

VELHA POLÍTICA


Já era. Sentou para conversar com o ACM Neto, com o velho conhecido Kassab e caminha para entregar o Ministério do Trabalho para ninguém menos que o Roberto Jefferson.

Questão de sobrevivência. Numa baciada e juntinho com gulosos DEM, MDB e PTB.

E para se garantir, mais um general no time. Desta vez, Eduardo Pazzuello, na Saúde.

Citando Lampeduza, " tudo deve mudar para que tudo fique como está."

Viver é Perigoso


DE UM COMENTARISTA


Quando eu tinha 12 anos meu pai me obrigou a ir em um velório de um amigo dele que eu não conhecia.
Quando chegamos lá, fiquei em um canto esperando a hora de ir embora,aí um homem se aproximou de mim e falou aproveita a vida garoto,seja feliz por que eu não aproveitei, passou a mão na minha cabeça e foi embora.
Meu pai antes de ir embora me obrigou a me despedir da pessoa morta,quando olhei no caixão me assustei era o homem que conversava comigo no tempo em que fiquei no canto. Passei a não conseguir dormir, tinha pavor de ficar sozinho, ia a psicólogo, não apagava a luz de noite....
Anos depois descobri algo incrivel que mudou minha vida.
Aquele morto fdp tinha um irmão gêmeo.

Viver é Perigoso

POIS É...

Viver é Perigoso

PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES


Sinceramente, nunca imaginei que na terrinha tinha tanta gente talentosa. O concurso lançado pela Prefeitura de Itajubá chegou no momento certo. Muito bom conhecer e acompanhar a moçada pelo Facebook.

Participação de artistas residentes na cidade com idade igual ou superior a 15 anos. O concurso, com apresentação de vídeos  vai até o dia 3 de maios às 20:00 horas.

Serão premiados 15 vídeos. Para definir os vencedores, serão contabilizados os números de "reações" em cada vídeo. 

Claro que já tenho o meu candidato. Aliás, candidata, talentosa e bonita. 

Muito bom.

Viver é Perigoso