segunda-feira, 9 de março de 2020

FALOU E DISSE !


O Pedro Gama chegou para mudar. Jovem advogado que nos ditames do interior, "mata a cobra e mostra o pau". Em publicação nas chamadas "redes sociais", calcado em cima de números oficiais e inquestionáveis, aponta para a transcendental importância da determinação de prioridades para emprego dos parcos recursos públicos. 

E o que dá para fazer com R$1.500.000 em Itajubá? Muita coisa. Segue uma lista de exemplos:

(i) SAÚDE:

1) É o recurso que poderia sustentar o funcionamento do Pronto-Atendimento da Santa Casa de Misericórdia por mais de 9 meses.
2) Representa 93% da verba destinada para Criação e Manutenção da Unidade de referência de Pronto Atendimento /UBS.
3) Representa 2,7 vezes do valor investido para construção da UBS Santo Antônio.
4) Representa 144% da verba prevista para Manutenção dos Serviços de Saúde Mental no Município.
5) Representa 93% da verba prevista para Obras de Saneamento Básico na Zona Urbana e Rural.

(ii) EMPREGO:

1) Representa 130% da verba total prevista para Ciência e Tecnologia na cidade.
2) Representa 283% da verba total prevista para investimentos em Indústria na cidade.
3) Representa 4.347% da verba total prevista para investimentos em Comércio.

(iii) EDUCAÇÃO:

1) Representa 41% da verba total prevista para Administração do Ensino Municipal.
2) Representa 81% da verba prevista para Manutenção da Educação Infantil.
3) Representa 118% da verba prevista para Programa Merenda Escola da Educação Infantil.
4) Representa 141% da verba prevista para Manutenção do Ensino Fundamental.
5) Representa 184% da verba prevista para Educação Especial.

(iv) AGRICULTURA:

Representa 48% da verba total prevista para Agricultura.

(v) MEIO AMBIENTE:

Representa 153% da verba total prevista para investimentos em Preservação e Conservação ambiental.

(vi) TRANSPORTE E URBANISMO:

1) Representa 295% da verba total prevista para investimentos em Transporte.
2) Representa 261% das despesas previstas para Operação Tapa Buraco e Recomposição Asfáltica e Poliédrica.
3) Representa 178% das despesas previstas para Defesa Social.

Fonte: Lei Orçamentária Anual de 2020

Pedro Gama

Viver é Perigoso

OREMOS !


A Itália deu um passo sem precedentes na Europa nesta segunda-feira para conter o coronavírus, que pôs em xeque a economia mundial e os sistemas de saúde em dezenas de países. 

O primeiro-ministro italiano anunciou hoje que todo o país ficará em situação de isolamento, assim como já estavam a Lombardia e outras 14 províncias do norte. 

Os deslocamentos estão proibidos em todo o território e só será permitido viajar dentro da Itália por motivos justificados de trabalho, por questões de saúde ou por outras razões de urgência devidamente comprovadas. 

Na Espanha, o cenário da epidemia de coronavírus também mudou. Com mais de 1.200 casos ―o dobro do dia anterior— os hospitais de Madri estão sobrecarregados, e alguns saturados. Já se contabilizam 30 mortes. 
Por isso, o Governo decidiu impor medidas de isolamento social nas áreas de “alta transmissão”: Madri, com 577 positivos confirmados, e Álava, que concentra 122 dos 149 no País Basco. 
A nova fase é “contenção reforçada”. As aulas de todos os níveis educativos foram canceladas, desde a pré-escola até universidade, afetando 1,5 milhão de alunos.

Blog: Caso, Deus nos livre, esse negócio chegar por aqui, com a mesmo intensidade que assola a Europa, penso estarmos lascados. Não temos estrutura para, pelo menos, tentar controlar .

Viver é Perigoso 

BUNDALELÊ



Das grandes atrações promovidas nas festividades de São José, eu conheço de ler e ver falar, o cantor Latino e a dupla Zezé de Camargo e Luciano. Deles, só conheço uma música, e me penitencio por isso: "Bundalelê, versão gravada pelo cantor latino (de 2004).

Dentro da minha ignorância sobre o tema, busquei socorro no moderno "pai dos burros", ou seja, o mestre e socorrista Google.

A música original (postada acima) chama-se "Dragostea din Tei" é cantada pelo conjunto moldavo O- Zone.

Também escapava do meu conhecimento o que viria a ser "bundalelê". Nada mais do que o ato de mostrar a bunda baixando-se as calças. 

Os primeiros relatos do bundalelê foram feitos pelo historiador judeu-romano Flávio Josefo no século I no livro A Guerra dos Judeus, onde conta que, um soldado romano mostrou as nádegas para vários judeus que celebravam a Páscoa. Há registros de que durante o ataque dos Cruzados a cidade de Constantinopla, sem sucesso, os bizantinos - povo que lá vivia - vaiassem e mostrassem a bunda aos inimigos. Em alguns casos, considera-se como sendo uma forma de insulto, e em outros, um protesto. 

Limpando a barra do Latino (ou sujando), a imprensa registrou a sua participação na manifestação ocorrida na Av. Paulista no ano passado pró Lava Jato. Um vídeo que circula nas redes sociais registrou o momento em que o cantor falou ao público em cima de um carro de som :

"Hoje a gente veio pra falar sério, sem bundalelê. Temos que falar sério. Mexeu com o Moro, mexeu com o povo".

Sinceramente ? Impossível a ocorrência de algum bundalelê na festa de São José.

Viver é Perigoso

ESTRAGO

Viver é Perigoso

EM PAUTA




O Vox é um partido político espanhol fundado em 2013 por ex-partidários do Partido Popular. Hoje é a terceira força política na Espanha. É de direita. 

O Vox assume uma posição pró-vida na questão do aborto e é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Considera a palavra "matrimônio" como inapropriada para descrever tal relação. O partido pretende criar um novo tipo de união, denominada de "união civil", para substituir o casamento gay.

Inicialmente, o partido focava-se no liberalismo econômico e na sua oposição às autonomias regionais em Espanha. Defende um estado centralista. É contrário aos partidos que ponham em causa a unidade de Espanha. Defende a monarquia.

Nos últimos tempos o Vox começou-se a alinhar com o populismo direita cada vez mais popular na Europa (e por estas bandas também). 

O partido é contra a entrada de mais imigrantes no país, em especial, imigrantes muçulmanos. 

O  Vox, promove na Espanha a implementação do veto parental para se opor à :

...doutrinação em ideologia de gênero que os filhos sofrem nos centros educacionais, contra a vontade e contra os princípios morais dos pais. Propõe que, no caso de qualquer matéria, palestra ou oficina cujo tema “afete questões morais socialmente controversas ou sobre a sexualidade que possam ser intrusivas à consciência e à intimidade dos filhos”, seja solicitada uma autorização expressa dos pais.

Blog: Exceto pela questão da monarquia, são causas que estarão sendo discutidas no País. Na cidade, o debate, principalmente quanto a "escola sem partidos", já começou. Assunto complicado, que inevitavelmente poderá levar à radicalização.
Não tenho dúvida: Cidade conservadora, em Itajubá, a maioria assinaria a filiação num Vox um pouco mais light.

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Comentário recebido:

1 - Verdade comprovada: "Viver é Perigoso" 

2 - Nunca foi pessimista. Às vezes realista e pelos últimos acontecimentos aqui, ali e acolá, exacerbadamente otimista.

Viver é Perigoso

E NÓS NESSA ?


Nas próximas semanas o parlamento mineiro irá iniciar a elaboração de um plano regional para a ciência. Embora Minas detenha o maior parque científico do país, a área está paralisada no estado.

Fórum Técnico Minas Gerais pela Ciência é o nome da série de reuniões promovidas pelo Legislativo estadual em prol da construção de um novo planejamento da ciência no estado. A ideia da proposta é construir o documento seguindo a metodologia do orçamento participativo, ou seja, serão os cidadãos os autores da matéria, que terá caráter de lei.

Entre os dias 9/3 até 27/4, haverá encontros regionais em Juiz de Fora, Varginha, Montes Claros, Araçuaí, Ipatinga, Uberlândia, Belo Horizonte, Divinópolis e Ouro Preto. Para finalizar o projeto, de 27 a 29/5 haverá reuniões na Assembleia, em Belo Horizonte.

Minas hoje não possui um planejamento à ciência, embora o estado abrigue o maior polo de pesquisa do país. Cerca de 90% do conhecimento científico nacional é originário de universidades e centros públicos de ensino. Os mineiros possuem o maior número de estabelecimentos. São 19 universidades e centros técnicos. A maioria federais. Em tese, os mineiros deveriam protagonizar uma vanguarda científica.

Falta de coordenação e de recursos são hoje um dos principais entraves para o desenvolvimento do setor. Poucas leis, por exemplo, regem a atividade científica em Minas ou buscam fomentá-la.

A despesa com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas (Fapemig) ano passado foi de aproximadamente R$ 72,2 milhões. O valor efetivamente pago para os auxílios à promoção da pesquisa não ultrapassou R$ 5 milhões. O último relatório da instituição, de 2018, mostra que estavam em execução 3.843 projetos de pesquisa. Dividindo o valor de 2019 pela quantidade de pesquisa em andamento em 2018 são R$ 1,3 mil para cada projeto. Dependendo da complexidade da pesquisa, ela pode ter um custo de R$ 50 mil. É o caso de um projeto para produzir etanol a partir das batatas. Essa drástica situação é amenizada porque os grandes centros de investigação científica mineiros são federais.

Número de 2017 mostram que o país empregava cerca de 41 mil cientistas. Minas, sendo a terceira maior economia do país, não possuía nem 7% desse contingente. Os dados são do Data.info, plataforma com dados públicos.

(Novos Inconfidentes)

Viver é Perigoso

NADA DE NOVO


"No Segundo Turno votei contra o PT. Não me arrependi porque não tinha opção. Achava pior votar nulo ou no PT. Não me surpreende a falta de capacidade administrativa do Bolsonaro, dado o histórico de 28 anos no Congresso. A pessoa quando está no cargo de presidente tem que ter muito cuidado com o que fala e posta. Trata a imprensa sem profissionalismo, cria polêmicas, traz o entorno dos filhos para participar de decisões importantes. Tudo isso mostra um certo desprezo pela instituição do cargo.

O Novo separa muito a gestão a atuação partidária e a gestão pública. Zema (do seu partido) está fazendo um bom governo em Minas Gerais. Aconteceu um erro com o reajuste salarial, exacerbado com o reajuste estendido para todas as áreas. Ali houve um erro do Zema. O partido tem uma preocupação muito grande com a responsabilidade fiscal. "

João Amoedo

Viver é Perigoso

NOTÍCIAS DO SUL DE MINAS



O Index Librorum Prohibitorum, em tradução livre o Índice dos Livros Proibidos era uma lista de publicações proibidas pela Igreja Católica. A primeira versão do Index foi promulgada pelo Papa Paulo IV em 1559. Uma versão revista foi autorizada pelo Concílio de Trento. 
A última edição do índice foi publicada em 1948. 
O Index foi abolido pela Igreja Católica em 1966 pelo Papa Paulo VI.

O index caboclo foi instituído na terrinha em 1º de janeiro de 2013, pela administração local. Dele consta o jornal mais tradicional da cidade. Hoje, somam-se 2.625 dias.

É a vida...

Viver é Perigoso

SE FICAR O BICHO PEGA...

Viver é Perigoso