sexta-feira, 6 de março de 2020

CANTINHO DA SALA

Tarsila do Amaral - Morro da Favela 1924

Viver é Perigoso

MÚSICA BONITA



Viver é Perigoso

CIA INDUSTRIAL SANTA FÉ


Pelos escritos, com certeza, o episódio envolvendo a Cia Industrial Santa Fé foi o que deu mais contrariedades, tristeza e prejuízo para itajubense, Dr. Theodomiro Santiago.

Uma vida feita de sonhos, realizações extraordinárias e claro, absurdas dificuldades.

A Cia Industrial Santa Fé, foi uma sociedade anônima registrada na Junta Comercial do Rio de Janeiro em 01/12/1919.

A 1ª Assembleia Geral de Instalação foi realizada em 16/11/1919. Na segunda Assembleia, realizada no dia 24/11/1919, foi eleita a primeira diretoria:

Presidente: Dr. Theodomiro Carneiro Santiago
Tesoureiro: Izaldino Ribeiro Caldas Bastos
Gerente: Artur Gomes Barbosa 

Diz respeito ao Morro de Santo Antonio, na cidade do Rio de Janeiro. 

Para tentar entender a história:

O Morro de Santo Antônio localiza-se no Centro da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Tem acesso pelo Largo da Carioca. A maior parte do morro foi desmontada nos anos 50. A área do antigo morro abrangia parte da atual Av. República do Chile, com limites ao longo das ruas do Lavradio, Carioca, Senador Dantas e Evaristo da Veiga. 

O Morro foi doado pelo governador Martin de Sá, em 19/4/1607, aos religiosos da Ordem de Santo Antonio. Durante dois séculos e meio, os religiosos edificaram igreja, conventos e casas.

E seguiu pelos anos afora, mudanças de empresas concessionárias dispostas a avançar com o arrasamento necessário e desejado pelas autoridades.

Em 19/10/1889 a concessão foi repassada aos engenheiros João Pedreira do Couto Ferraz Jr. e Libânio Lima. No ano seguinte, 1890, os engenheiros constituíram a empresa Cis de Melhoramentos da Cidade do Rio de Janeiro. O projeto não avançou e em 1897 a empresa foi liquidada judicialmente. 

Mesmo não sendo proprietária do Morro (não cumprira os compromissos) a empresa vendeu a concessão e o Morro para o empreiteiro José Marcelino Pereira de Moraes. A concessão foi legalizada em 23/5/99 pelo decreto 3.296, ficando claro que era para fins de arrasamento, que em não acontecendo, reverteria para o Patrimônio Nacional. Em 1910, o empreiteiro José Marcelino morreu sem conseguir capital para as obras. Morreu arruinado.

Em 1919, a Cia Industrial Santa Fé, apresentou-se como cessionária de todos os credores do Comendador, reivindicando a posse do Morro de Santo Antonio. O governo recorreu e aconteceu a disputa.

Em 14/2/31, o Prefeito Carlos Sampaio lavrou um acordo, reconhecendo a compra da concessão para o arrasamento do Morro. 

Em 26/8/31, a Cia Industrial Santa Fé teria desistido do arrasamento por dificuldades e vendeu o domínio e a posse do Morro para a Prefeitura do Rio de Janeiro, com escritura assinada pelo prefeito interventor Adolpho Bergamini e pelo Dr. Theodomiro Santiago.

Pelo Decreto 21.341 de 2/5/1932 o governo federal (Getúlio Vargas) considerou sem nenhum efeito a venda realizada, desconsiderando a escritura de 26/8/1931. 

Theodomiro em Itajubá, e já sabendo da decisão federal, conseguiu a publicação de  uma carta duríssima dirigida ao Presidente Getúlio Vargas em protesto pela anulação da venda (Diário da Noite de 27/4/1932)

Escreveu o Dr. Theodomiro: 

(sabe-se S. Excia, que ali, na colina (Santo Antonio) hoje tão discutida, estão os haveres de toda uma família.  Dez anos de uma luta titânica, de trabalhos esfalfantes, de aborrecimentos e preocupações de toda a sorte, de dispêndios de esforços e energias exaustivas e de enorme soma de dinheiro...se no fundo do cérebro escuro do Dr. Getúlio Vargas houver ainda lugar para um lampejo de consciência, bem cedo S. Excia, há de se arrepender da crueldade do seu infeliz ato) 

Iniciou-se uma longa briga jurídica entre o governo e a Cia Santa Fé.

Em 13/3/1939, através do Decreto Lei 1.146  a propriedade da União (Morro Santo Antonio) é transferido para patrimônio da Prefeitura do Rio de Janeiro. 

O início do trabalho de arrasamento do Morro teve início em 1953 por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro. 

Dr. Theodomiro tomou o barco no dia 25/10/1936

Viver é Perigoso

CLUBE ITAJUBENSE


"O primeiro sócio contribuinte de fora da cidade, foi o Sr. Amadeo de Queiroz, de Pouso Alegre, que entrou de sócio num dia e saiu dias depois. Foi aceito como sócio na Segunda Reunião Ordinária da Diretoria em 31/7/1897. No outro dia, em carta atenciosa à Diretoria do Clube Itajubense, declinava da honraria, alegando desconhecer os Estatutos."

Conversa Centenária - Fernando Antonio Xavier Brandão

Blog: Pois é...

Viver é Perigoso

MOÇA BONITA

Dona Maria do Carmo, simplesmente Maria. 

Foi umas das homenageadas na sessão solene da Câmara Municipal de Itajubá, realizada ontem no Teatro Christiane Riera. 

Maria, que presta serviço relevante a nossa comunidade trabalhando de sol a sol transportando carga com sua bagageira. Acompanhamos, utilizamos e admiramos a Maria, há quase 30 anos.

Justa homenagem. Uma iniciativa do Vereador Vladimir Bananeiro.


Viver é Perigoso

MAIS UM CAMPEÃO DE AUDIÊNCIA ?


A esperada estreia da CNN Brasil acontece no dia 15 próximo. A nova emissora fechada, Canal 577, terá sede na Avenida Paulista, em São Paulo. 

A emissora pertence à Novus Mídia S.A. e é licenciada da rede CNN, dos Estados Unidos.

Os sócios da Novus são o empreiteiro e banqueiro Rubens Menin Teixeira de Souza, e o jornalista Douglas Tavolaro de Oliveira.

Menin, além de investidor, é o presidente. O empresário é sócio-fundador de várias empresas, com destaque para a construtora MRV Engenharia (Brasil e EUA) e o Banco Inter.

Tavolaro, foi diretor de Jornalismo e vice-presidente da TV Record. É sobrinho do dono do Grupo Recorde e da Igreja Universal do Reino de Deus, empresário Edir Macedo. Tavolaro responderá pelo Jornalismo.

Abaixo dos sócios, o cargo executivo mais importante será da engenheira Jercineide Pires de Castro, de Diretoria Financeira.

A CNN Brasil revelou que pretende ter cerca de 700 profissionais no país, Argentina, Estados Unidos e Europa (Londres).

Blog: Notícia é notícia. O enfoque da notícia segue a linha da empresa. Presume-se que a CNN Brasil poderá ser um contraponto a Globo.

Viver é Perigoso

PT LOVE

Viver é Perigoso