quinta-feira, 5 de março de 2020

CARTA QUE ESCREVI

Itajubá, 5 de março de 2020

Caro Pedro Gama

Ref: Está na hora dessa moçada mostrar o seu valor

Fiquei sabendo que hoje acontece o seu aniversário. Um abraço e os votos de uma vida feliz.

Outro dia conversamos e tomei conhecimento que recentemente você conclui o Curso de Direito em São Paulo, mais precisamente na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. A célebre "Arcadas".

Na oportunidade lhe confessei que o meu sonho era ter, depois de concluir o curso de engenharia, ter estudado direito no Largo de São Francisco. Não Deu.

Senti na nossa conversa e em outros posicionamentos feito por você, no rádio, jornal e internet, uma vontade imensa de participar ativamente da vida da nossa cidade. Raro e muito bom.

Reparei uma certa preocupação face a sua juventude, pouca vivência com a política local e possível falta de experiência. No meu modo de ver, todos esses aspectos são positivo. Precisamos de juventude, de sonhos e vitalidade. É até bom não conhecer e conviver com a tradicional política local. Pesada, magoada e repleta de cicatrizes que insistem em nos trazer lembranças. Experiências, adquirem-se.

A Escola de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, sempre teve, através de seus formandos, uma participação direta e inesquecível na vida de Itajubá. É só caminhar pela cidade e observar nomes de ruas e praças. Muitos dos locais levam o nome de formandos da sua Escola e todos voltaram para a terrinha com idade próxima da sua.

Força Pedro Gama.

Theodomiro Santiago, formou-se em 1906 e voltou para trabalhar em Itajubá, com 23 anos de idade.
Wenceslau Braz, formou-se com 22 anos.
Adolfo Olinto, com 30 anos, foi juiz de direito e chegou a Ministro do STF
Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, formou-se com 24 anos e vindo para nossa cidade, foi juiz, chegando a governador, ministro do exército, da marinha e da justiça.
José Manuel Pereira Cabral, formado com 24 anos, foi juiz, um dos acionistas do Teatro Santa Cecília.
Luís Rennó, formado com 24 anos, foi juiz, vereador, deputado estadual e fundador do Clube Itajubense.
Miguel Arcanjo de Souza Vianna, formou-se com 21 anos, foi promotor e responsável por redigir os estatutos da União Republicana de Itajubá.
Cristiano Pereira Brasil,, formado aos 25 anos, foi deputado federal e chefe da polícia de Minas Gerais.
Olinto Carneiro Villela, formou-se com 27 anos e auxiliou diretamente o seu cunhado Theodomiro Santiago, na organização do Colégio de Itajubá e na fundação na nossa Escola de Engenharia.
Amadeu Chiaradia, formou-se com 26 anos e muito fez pelo desenvolvimento da cidade.

Abraço

Viver é Perigoso 

CLARIN DA BOA VISTA - CONTA GOTAS


Dois acontecimentos destacaram-se nos noticiários nesse início de 2020.

1 - Força das águas. Impressionante a concentração de chuvas, marés e as novatas chamadas de "cabeças d´água". Parece que, tirando os observadores atentos da natureza e leitores fieis da Bíblia, não estão atentando para os fatos. Coincidência de eventos esporádicos não deve ser.  

2 - Coronavírus -  Não me parece haver maiores preocupações das autoridades no interior do Brasil em adotar providências para se prevenir para uma escalada da doença. Falam, e bonito, em enfrentar a doença e não tomar providências básicas para evitar. 
Enfim...já se acostumaram lutar contra a dengue. 
Uma epidemia nas proporções que assola a Itália poderia significar uma tragédia. População mais carente, com parcos recursos, alimentação deficiente. O mundo civilizado e mais adiantado tem tomado drásticas medidas. Eles têm informações.
Consequências econômicas. Diminuição das exportações, queda do mercado interno, falta de insumos importados, paralisação de linhas de produção, férias forçadas, desemprego.
Nesse caso, as autoridades, em todos os níveis, têm a obrigação de tomarem posição. Mais uma vez: não se trata de pessimismo, mas de realismo puro. O novo corona veio para
ficar.

Oremos.

Viver é Perigoso      

SOB PRISMA DIFERENTE


"Quando vocês aprenderem a fazer jornalismo, eu converso com vocês. Se vocês sofrem ataque todo dia, o que vocês estão fazendo aqui? O espaço é público, mas o que vocês estão fazendo aqui? O dia em que vocês [se] conscientizarem que são importantes fazendo matérias verdadeiras, o Brasil muda.” - Bolsonaro

"Acho que tem crítica que o Bolsonaro faz da imprensa que é correta. a imprensa “avacalha a política”. Quem agride a política propõe a ditadura." - Lula

Blog: A situação deixa lulistas e bolsonaristas de "saia justa". O que todos querem é elogios, aplausos.
Isso acontece em todo o País. 
Tem ficado claro e nítido na terrinha, nos últimos sete anos. Jornal e rádios que ouçam criticar ou abrir espaço para críticas, sobrevivem às duras penas. São afastados da prestação de serviços para os órgão públicos, sobrevivem sem acesso as informações e o pior, do recebimento de publicidade, cerceada de maneira ditatorial.

Um cadinho de cuidado com a célebre observação do democrata americano (candidato à presidência e derrotado por duas vezes por Eisenhower".

 "A imprensa separa o joio do trigo. E publica o joio"

De qualquer modo, estamos lascados . 

Viver é Perigoso

ESTAMOS LASCADOS

Em Brasília o velho DEM e o envelhecido NOVO
Comenta-se e parece ser a realidade. A ação do partido Novo em pedir a STF a inclusão dos gastos com inativos nas despesas de pessoal teve o objetivo de livrar Romeu Zema, único governador do partido, de pagar o reajuste concedido de 41,7%, aos policiais e estendido pela Assembléia Mineira a todos os funcionários.

Ao pedir a inclusão dos gastos com inativos nas despesas de pessoal, os aliados de Zema inviabilizam, sob a ótica fiscal, os Tribunais de Justiça e as Assembleias Legislativas e os Ministérios Públicos.

Preocupado com a situação, o presidente do Tribunal de Justiça de Minas, desembargador Nelson Missias de Morais, fez enorme mobilização em Brasília. Com livre trânsito no STF, reuniu-se, nesta terça (3), com os ministros Alexandre de Morais e Dias Toffoli (presidente). 

Nelson Missias comparou a ação do Novo a uma agressão ao Judiciário. “Uma das mais virulentas agressões que se perpetram contra o Poder Judiciário Nacional, em todas as suas esferas de gestão e competência, especialmente aos tribunais de justiça estaduais”, apontou. Segundo ele, as deduções das despesas com inativos e pensionistas é “procedimento perfeitamente legal” e em conformidade com a LRF.

Por conta do mesmo tema, mas por razões opostas, o governador Romeu Zema também cumpriu agenda em Brasília. Reuniu-se com o ministro Luiz Fux, do STF, e com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Zema busca saída política e administrativa para não ser obrigado a pagar o reajuste que ele mesmo concedeu aos policiais mineiros, de 41,7%. 

Já na Assembleia Mineira, os deputados culparam o articulador político do governo, o secretario Bilac Pinto (DEM), chamando-o de “pai das maldades”. Segundo eles, o secretário teria armado o imbróglio para atingir o Judiciário e o Legislativo e enquadrá-los no ajuste fiscal.

Blog: Se derem bobeira, Minas vira um Ceará. Zema, cada vez mais com cara de DEM e Bilaquinho, com jeito de quem vai voltar para a Câmara dos Deputados. De qualquer forma, tudo parece jogo combinado. De NOVO nessa história, nada.
(Informações da Net)

Viver é Perigoso

RALLY ITAJUBÁ - DAKAR


Ouvido hoje pela manhã na Av. Dr. Rosemburgo Romano (ex-sambódromo), na Boa Vista, é claro:

- Cara, entregando uns convites, circulei de carro pela cidade inteira no último final de semana. Posso afirmar uma coisa:  Se  a prefeitura estava pensando em asfaltar 100 ruas com 35 milhões, pode dobrar o valor ou trazer pela metade o número de ruas a serem asfaltadas. Só para cobrir a buracada e nivelar para proceder o asfaltamento vai a metade da massa asfáltica prevista anteriormente.

- Uai ! então é mais fácil passar a máquina e tirar os montinhos que sobraram hoje. Nivela do mesmo jeito.

Viver é Perigoso 

QUEM É DILMA ?

Viver é Perigoso