quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

NAPOLEÃO DO AGRESTE


Viver é Perigoso

CARTA QUE NÃO RECEBI


Belo Horizonte, 20 de fevereiro de 2020

Prezados Amigos,

Atendendo ao pedido do leal amigo e Prefeito Municipal de Itajubá, Rodrigo Riera, e do reitor da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Prof. Dagoberto Alves de Almeida, gestores que buscam novas formas de contribuir com o desenvolvimento de toda região Sul do Estado de Minas Gerais, fiz questão de agendar uma audiência com Diretor-Presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG), Reynaldo Passanezi Filho, para que juntos pudéssemos apresentar o planejamento de construção e operação do maior laboratório de inovação em energia elétrica do hemisfério sul, o famoso Laboratório de alta tensão.

Ao longo de uma produtiva reunião, que também contou com a participação dos Pró-Reitores José Arnaldo e Edson Pamplona; e do Professor Mário Neto, Ex-Presidente da FAPEMIG, conseguimos com que a CEMIG chancelasse a sua participação neste brilhante empreendimento, que movimentará a economia do Município de Itajubá e irá gerar emprego e renda para toda região.

Como Secretário de Estado de Governo me sinto honrando em poder apoiar projetos que beneficiarão o nosso Estado, frutos da visão inovadora da Prefeitura Municipal de Itajubá e sua parceria com instituições como a UNIFEI.

Antes de me despedir dos amigos itajubenses, fiz questão de parabenizar a belíssima atuação do Prefeito Rodrigo Riera e seu Vice-Prefeito Christian Gonçalves à frente da Prefeitura Municipal de Itajubá, pelo brilhante trabalho que vem gerando resultados importantíssimos para toda população itajubense.

Um fraterno abraço,

Bilac Pinto
Secretário de Estado de Governo

Blog: Dica de comentarista do Viver é Perigoso. Como um bom e velho pessimista, alerto que a Cemig prepara-se para a privatização. Assumir compromissos nesse momento... Mas , oremos. Senti falta do Secretário Fernando Bissacot. Penso que o melhor caminho seria a PMI exigir a devolução da área doada e todos os benefícios (R$ 41 milhões), e claro, todo o projeto desenvolvido.

Viver é Perigoso 


NÃO DÁ PARA ESQUECER


Justíssima homenagem prestada pelo Estado de Minas Gerais ao Professor Surica, através da Lei 5380 de 4/12;1969. Foi cometido pela Câmara de Vereadores de Itajubá, uma injustiça em cima de homenagem também justa ao ex-prefeito Tigre Maia , dando o seu nome ao mesmo local através da Lei Municipal 883 de 21/5/1970.

DÁ A DENOMINAÇÃO DE "GYMNASIUM PROF. HENRIQUE MARQUES DA SILVA - SURICA," À QUADRA COBERTA DO ITAJUBÁ TÊNIS CLUBE, DA CIDADE DE ITAJUBÁ.
-------------
LEI 5380 DE 4/12/1969
PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO LEGISLATIVO - 11/12/1969 PÁG. 1 COL. 1
MICROFILME 178
Dá a denominação de “Gymnasium Prof. Henrique Marques da Silva - “SURICA”, à quadra coberta do Itajubá Tênis Clube, da Cidade de Itajubá.
O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou a seguinte lei:
Art. 1º - Fica denominada “Gymnasium Prof. Henrique Marques da Silva - “SURICA”, a quadra coberta do Itajubá Tênis Clube, da Cidade de Itajubá.
Art. 2º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Palácio da Inconfidência, em Belo Horizonte, aos 4 de dezembro de 1969.
O Presidente - Orlando de Andrade
O 1º Secretário - Jairo Magalhães
O 2º Secretário - José Luiz Baccarini
Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Viver é Perigoso

RANKING DAS UNIVERSIDADES - PAÍSES EMERGENTES



A USP subiu uma posição na edição 2020 do Ranking das Universidades das Economias Emergentes, divulgado hoje, dia 18 de fevereiro, pela consultoria britânica de educação superior Times Higher Education (THE). A Universidade passou da 15ª para a 14ª colocação e continua sendo a universidade brasileira mais bem colocada no ranking, que classificou as 533 melhores instituições de 47 países considerados emergentes.

O Ranking apontou a Universidade Federal de Minas Gerais como a melhor entre todas as instituições federais do Brasil

As universidades chinesas dominaram o ranking, com sete instituições entre as dez melhores. As primeiras posições ficaram com a Universidade de Tsinghua (1ª colocada), Universidade de Beijing (2ª) e Universidade de Zhejiang (3ª).

De Minas Gerais, as Universidades de Lavras e Viçosa estão entre 301 e 350. A nossa Escola (Unifei) está entre 401 e 500.

É a vida...

Viver é Perigoso



TRIBUNAL VERMELHO


Elvira Cupello Calônio, simplesmente conhecida como Elza Fernandes. Nasceu em Sorocaba em 1920. De uma família de operários, pobre e semiletrada, entrou para o grupo de comunistas da década de 1930 por influência do namorado, Antonio Maciel Bonfim, conhecido como Miranda, secretário geral do Partido Comunista Brasileiro.

No dia 13 de agosto de 1935, Elza, com o namorado Miranda, foram presos pela polícia num apartamento da Av. Paulo Frontin, no Rio de Janeiro. 

Elza, por ser menor de idade, foi solta no dia 27 de janeiro. Miranda, seguiu preso e sob tortura. 

Sem ter para onde ir, o amigo de Miranda, também comunista Francisco Meireles, concordou que ela ficasse em sua casa na Pedra de Guaratiba, num subúrbio do Rio.

Luís Carlos Prestes, presidente do PCB e seus companheiros temiam que Elza passasse informações para a polícia. Decidiram que ela teria que ficar sob custódia do PCB.

Elza foi transferida para outro endereço nos arredores do Rio (Estrada do Camboatá). onde ocupava de serviços domésticos para Deícola dos Santos, Manoel Severino Cavalcanti e Francisco Natividade Lira.

Em 14 de fevereiro de 1936 o PCB decidiu pela execução de Elza. Foi morta no dia 2 de março de 1936, com dezesseis anos. Estrangulada com uma corda de varal de roupas. O corpo foi enterrado no quintal por Deícola e Francisco Natividade .

Seu corpo foi encontrado em 1940, depois que os integrantes do PCB foram presos, confessaram o crime e indicaram o local da cova.

Pelo crime, Luís Carlos Prestes e os outros envolvidos no caso foram condenados a penas de vinte a trinta anos de prisão, em novembro de 1940 . Prestes já estava preso desde março de 1936, e ficou na cadeia por nove anos, quando em 1945 foi anistiado por Vargas, junto com os demais condenados em troca de apoio na eleição presidencial em 1950.

É o Brasil.

Viver é Perigoso

CHEGANDO PARA FICAR

Viver é Perigoso

EM CAUSA PRÓPRIA


A lista de municípios e estados beneficiados com os R$ 3,8 bilhões empenhados nos últimos dias do ano passado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) traz um dado impressionante: Macapá foi de longe a cidade mais beneficiada com as verbas extras.
Entre 11 e 31 de dezembro de 2019, a capital do Amapá recebeu a garantia de R$ 112,7 milhões em recursos.

Macapá é reduto eleitoral de Davi Alcolumbre, presidente do Senado, que quer eleger o irmão prefeito em outubro. O próprio Alcolumbre sonha com o governo do Estado em 2022 e parece estar pavimentando o caminho até lá — literalmente.

O Antagonista


“Por muitos anos, o Amapá foi a terra das oportunidades perdidas. Essa é a prova de que estou me dedicando ao máximo ao Brasil, mas não esqueço do meu Amapá”.

Alcolumbre.

Imagina : Saudade do Renan Calheiros.

Estamos devidamente lascados.

Viver é Perigoso

TRATORAÇO


Já fomos bons nisso. Virou lenda  o término da abertura da Rua Cel Belo Lisboa. Aconteceu no início dos 50. Dizem que os proprietários do terreno na chegada da Praça do Soldado, nas proximidades da Loja São José, não entravam em acordo de desapropriação com a Prefeitura Municipal de Itajubá. Então, o jovem prefeito, Dr. Vicente Vilela Vianna, a bordo de uma patrol, mandou o operador tocar em frente e abriu a rua, de forma apropriada, à forceps, sob o olhar admirado do povo.

É a vida...

Viver é Perigoso