domingo, 16 de fevereiro de 2020

QUESTÃO EM PAUTA


Independente se vai ter ou não o feriado, respeito e educação devem existir sempre. 

(e claro, o direito sagrado de manifestar a opinião e lutar pelo que acredita)

Ouçam amanhã (segunda-feira) no programa Expresso Dr. Bob, o Padre Valmir que vai falar sobre o posicionamento da Igreja em relação à polêmica sobre o Projeto de Lei que elimina o feriado de 15 de setembro - Dia da Padroeira N.S, da Soledade - Instituído em 15/12/2017 por essa mesma Câmara atual.

FM 107,7 | RÁDIO ITAJUBÁ 


Participe através do whatsapp (35) 9 8811-5973 ou ligue (35) 3623-1333

Viver é Perigoso

FALOU E DISSE :


It matters not how strait the gate
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul 

Não importa quão estreito é o portão
E quantas são as punições listadas
Eu sou o mestre do meu destino
Eu sou o capitão da minha alma

William Ernest Henley

"Invictus" é um poema vitoriano de autoria do poeta inglês William Ernest Henley (1849–1903). Foi escrito em 1875 e inicialmente publicado em 1888. Poema que inspirou Nelson Mandela.

Viver é Perigoso

ERRAMOS !


Fica mais fácil escrever quando num regime de governo fechado. As postagens ficam sempre atualizadas. Esta foi publicada no "viver é perigoso" numa quinta-feira, no dia 23 de junho de 2016. Já lá vão quase quatro anos.

Embora publicado num cantinho de pé de página, o "erramos" da Folha de São Paulo pegou fama. Acontece uma falha da redação, uma informação não confirmada ou mesmo uma rara "batatada", quase sempre observada por um assíduo e chato leitor, lá vem a notinha "erramos".
Humildade e reconhecimento de engamos. Bem escondidinho.
Aí está uma sugestão para o próximo número do coloridíssimo Informe da Prefeitura. Logicamente, não teria necessidade de ser colorido. Ficaria bem melhor, devido ao conteúdo sugerido, ser editado em Preto & Branco.
Seria só com notas com o título "erramos". Umas maiores, dado o tamanho do erro e outras menores, justificando coisas mais simples.

Erramos 1 - Lamentamos o equívoco de ter expostos carros velhos de administrações anteriores no Sambódromo.
Erramos 2 - Erramos em ter proibido os Secretários e Assessores de conceder entrevistas.
Erramos 3 - Em não responder pedidos de informações da imprensa.
Erramos 4 - Em exagerar na estrutura contratada para o Show do Chitão&Xororó.
Erramos 5 - Em apoiar a regularização dos rodeios.
Erramos 6 - Em comprar um automóvel com características exclusivas.
Erramos 7 - Em concordar em receber o lixo de mais cidades vizinhas.
Erramos 8 - Em contratar de forma atabalhoada a empresa para explorar a Zona Azul.
Erramos 9 - Em direcionar a agenda de trabalho das emissoras de rádio locais.
Erramos 10 - Em colocar a venda imóveis pertencentes ao município.
Erramos 11 - Em não discutir com a Mahle a sua permanência na Santa Casa.
Erramos 12 - Em apoiar o aumento de dez para dezessete vereadores.
Erramos 13 - Em permitir o aterro das margens do Ribeirão Piranguçu.
Erramos 14 - Em permitir a saída da PKC
Erramos 15 - Em não conduzir com absoluta transparência as obras de reforma da Praça. 

Escreveu o grande Nelson Mandela:

"Somente políticos de gabinete são imunes ao erro. Os erros são inerentes à ação política. Quem está no centro da luta política, tendo que lidar com problemas práticos e prementes, dispõe de pouco tempo para reflexão, não há precedentes para guiá-los e estão sujeitos a errar muitas vezes. Mas no devido tempo, desde que sejam flexíveis e preparados para um exame crítico do próprio trabalho, adquirem a experiência e a visão necessárias para evitar as ciladas mais comuns, e podem seguir adiante em meio à palpitação dos eventos."

Nelson Mandela 

Blog: Todo mundo erra. Assumir os erros, e cuidar para que não se repitam mais, é o que interessa.
Vamos adiante.

Viver é Perigoso

CHEGOU A MINHA VEZ


Ouvido hoje na fila do Supermercado Alvorada, na Boa Vista, é claro:

- Camarada, se possível avisa lá no Blog para mim: 

"Agradeço a todos aqueles que jogaram na Mega-Sena nos últimos 14 sorteios, acumulando a batelada de cerca de R$ 170 milhões. Na próxima quarta-feira irei jogar e resolver essa pendência, aliviando a CEF de carregar esse peso. Recomendo a todos apostadores da terrinha que mantenham guardados os seus tíquetes de apostas, pois os valores serão devolvidos. "

Não ficarei com um centavo de conterrâneo meu.

Viver é Perigoso

LOGO CHEGA AQUI


Projeto apresentado na Câmara Municipal de Belo Horizonte no início do mês pretende conceder até 20% de desconto no valor do IPTU para o “contribuinte residencial que adotar animal doméstico registrado em órgão municipal responsável pelas políticas públicas dos animais”. De autoria do vereador Ronaldo Batista (PMN).

Sei não...cavalo também ?

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO



Viver é Perigoso

SENESCÊNCIA

Sinceramente ? Vivo o processo há tempos e não sabia direito o que a palavra senescência significava. De cara afirmo que não gosto dela.

Vem a ser o processo natural de envelhecimento ao nível celular ou o conjunto de fenômenos associados a este processo. As células que entram em senescência perdem a capacidade proliferativa após um determinado número de divisões celulares.

O envelhecimento do organismo como um todo está relacionado com o fato das células somáticas do corpo irem morrendo e não serem substituídas por novas como acontece na juventude.

Lançado em 2019 nos EUA (ainda sem edição em português) o livro " Lifespan - Why We Age and Why We Don´t Have To " - (Vida Útil - Por que envelhecemos - e por que não precisamos.), do conceituado médico David Sinclair, responsável por laboratórios de genética em Harvard e na Austrália.

Tornou-se um best-seller. Está disponível na Amazon (em inglês) por R$ 81,31.

Seu mais recente livro, “Lifespan”, é uma daquelas obras em que o otimismo é tão denso que dá para tocá-lo. Ele pretende eliminar os processos biológicos que dão causa à senescência.

Para o autor, estamos muito perto de fabricar uma pílula que nos permitirá viver bem além dos cem anos e com muita saúde, isto é, sem as moléstias que hoje vêm com a idade, como cânceres e demências. 

Na primeira metade de “Lifespan”, Sinclair explica a ciência por trás do envelhecimento e, na segunda parte, faz considerações éticas e sociais sobre o que significará o rápido e iminente aumento de longevidade.

Quem viver verá —literalmente.

(observações de Hélio Schwartsman)

Viver é Perigoso

EM BRASÍLIA

Viver é Perigoso