domingo, 26 de janeiro de 2020

DEBATE DO MOMENTO


Vereadores de Itajubá estão discutindo a proibição do emprego de animais em "bagageiras" para o transporte de carga.

Lembrando:

Uma bela manhã (anos 50) estava ao lado do Vô Jayme na Padaria Boa Vista, fundada por ele, quando o avisam que alguém o procurava. Sem levantar do banquinho onde pegava o sol da manhã de inverno, ele atendeu ao Senhor gordo.

Sim, disse com a secura que o caracterizava. O sujeito, lembro-me bem, era um gordote paulista meio careca, com ares de vendedor de seguro (hoje eu sei, na ocasião não sabia).

Disse o Gordote: O Senhor que é o dono da Padaria ? Pode ser respondeu Dom Jayme que era um raro conhecedor de pessoas.

Gordote: Fiquei sabendo que o Senhor tem muitos animais (cavalos, etc) que utiliza nas carrocinhas para entregar pão nas casas (antigamente era assim).

Sim disse o Vô Jayme.

Gordote: Fiquei sabendo que entre os seus animais, o Sr. tem uma mulinha já velha, que não trabalha mais.

Sim, disse o Vô Jayme. Ela já trabalhou muito e agora eu a aposentei. Ela não trabalha mais, só come e dorme e descansa.

Gordote: Sou dono do Circo Russo que está instalado no Morro Chic (onde hoje é a Rodoviária) e quero fazer uma proposta para comprar a mulinha ( de nome Rolinha).

Foi interrompido pelo Vô Jayme - ela já está velhinha, fraca, por que o Sr. se interessaria em comprá-la ?

Esfregando as mãos peludas, disse com satisfação o Gordote: Pretendo compra-la e matá-la para dar de comer aos leões do circo.

Levantando e acendendo um cigarro Beverly, já com os dedos todos amarelados, o Vô disse para o Gordote:

O Senhor tem família ? Sim, respondeu o "bolão azedo", com ar de felicidade. Ainda tem Mãe ? Sim Senhor. É viva e mora em São Paulo, com 70 anos e muita saúde.

Como um toureiro espanhol, dando a última estocada, Dom Jayme Riera, catalão de raiz, arrematou, dando as costas para o Gordote.

A rolinha só tem 16 anos e a sua Mãe tem cinco vezes mais. O Senhor ainda não pensou em dá-la para os seus leões ?

O gordote enfiou o rabo entre as pernas e deu o fora.

Naquele momento, para mim, meu Avô era o Rei do Mundo.

Viver é Perigoso

O TEMPO VOA


Aconteceu ontem (25/01) em Málaga, a entrega do Goya, o prêmio mais importante do cinema  espanhol, outorgado anualmente pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha com a finalidade de condecorar os melhores profissionais em cada uma das diversas especialidades do setor. 

Li no huffingtonpost que a atriz a cantora Pepa Flores, mais precisamente, Josefa Flores Gonzáles, recebeu um Goya de Honra por sua interpretações inesquecíveis. Pepa, ou melhor, Josefa, nasceu em Málaga em 1948.

Confessando minha ignorância no assunto, descobri que Pepa vem a ser a Marisol, conhecida por quase todos e atriz/cantora no filme "Um Raio de Luz", lançado no final de 1960. Assisti no Cine Paratodos, na Boa Vista, é claro.

De uma família humilde, Marisol participava num grupo de coral e dança de Málaga, quando foi descoberta pelo produtor Manuel Goyanes. 

Ganhou pelo seu desempenho no filme "Um raio de Luz" o prêmio de melhor atriz infantil no Festival de Veneza. 

No comunicado, a Academia Espanhola sublinha que Marisol foi um "fenômeno de massas dos anos 60 e 70", época em que "cantava, dançava e sorria nas populares comédias musicais que protagonizou". Aos 15 anos já era uma estrela internacional, fazia filmes e viajava para dar espetáculos, sempre lotados, onde cantava os êxitos do cinema. A menina prodígio chegou a ser convidada do programa de televisão americano Ed Sullivan Show. Fizeram uma boneca com a sua cara e o seu nome.

Em 1976 posou nua para a revista Interviú. Enorme escândalo.

Em 1982, em Cuba, casou-se pela segunda vez. Na oportunidade, com o bailarino Antonio Gades, com quem teve três filhos. Os padrinhos deste casamento, uma cerimônia íntima e discreta, foram Fidel Castro e a bailarina cubana Alícia Alonso. 

Contracenou com Antonio Gades em "Bodas de Sangue" (1981) e Carmen (1983), ambos realizados por Carlos Saura, revelando as suas capacidades também como atriz dramática. Nestes últimos dois filmes já usou o nome de Pepa Flores.

Viver é Perigoso

ESTÃO LASCADOS !


Renovação ???

Entrevista do Lula ao Uol :

Uol - Quando foi candidato a governador de São Paulo, em 1982, o senhor tinha 36 anos. Hoje, acredito que seja um pouco difícil identificar quais as lideranças jovens do PT. Quem seriam essas novas figuras? Qual seria essa renovação do PT? 

Lula - Primeiro, tem muita gente nova no PT. Eu poderia pegar um jovem, que é uma figura pública muito conhecida, que é o Lindbergh Farias, que tem 40 anos de idade.

Blog: Na verdade, o ex-senador Lindbergh tem 50 anos, que depois de ser senador estuda ser candidato a vereador no Rio de Janeiro.

Viver é Perigoso

A MÃE DE TODAS AS REFORMAS


Importantíssimas as reformas da previdência, da administração e tributária.

Mas como disse o Marechal Charles De Gaulle: 

 "D´abord la politique".  Primeiro a política.

Viver é Perigoso

AUTORITARISMO


Contam velhos políticos que, à época da edição do AI-5, em 1968, o vice-presidente e jurista mineiro Pedro Aleixo não concordou inicialmente com o ato. Temia o que ele representaria. 

- “O senhor está com medo de mim, dr. Pedro?”, teria perguntando o presidente, general Costa e Silva. 

- “Do senhor, não. Tenho medo é do guarda da esquina”, respondeu Aleixo. 

E de fato, a partir daquele dia, toda esquina, real ou imaginária, passaria a ter um guarda carrancudo a espreitar cada ato cidadão.

Os arroubos autoritários que começam em Brasília e repercutem no interior de Minas são expressões de um espírito ditatorial a emergir no país. Nos últimos tempos, autoridades em todos os níveis não têm hesitado em usar o poder de seus cargos para impor (ou tentar) a sua visão ou regra. 

No país, a cada dia se revela um ditador com sua edição pessoal de AI-5.

(Extraído do NI)

Viver é Perigoso

ETERNAMENTE



José Antonio de Freitas Mucci, simplesmente Tunai. Mineiro nascido em Ponte Nova em 1950.

Engenheiro que estudou em Ouro Preto e Belo Horizonte. Em 1978 iniciou a carreira de músico.

Compositor e cantor de muito talento. Teve suas músicas gravadas por grandes cantores, como Elis Regina, Fafá de Belém, Gal Costa e tantos outros.

"Frisson", grande sucesso e tema de novela na Globo é de sua autoria.

Tunai, tomou o barco hoje, aos 69, no Rio de Janeiro. Embarcou de repente. 

Viver é Perigoso