sábado, 18 de janeiro de 2020

NOS ENCONTRAREMOS LÁ


Um compromisso impedirá o Roberto Lamoglia de estar presente ao lado do Eng. Mafra no Programa Falando Francamente, da Rádio Jovem FM (98.7), que irá ao ar hoje (sábado), das 11:00 horas até o Meio Dia.

Sentindo honrado com o convite para tentar substituí-lo, lá estaremos.

Nos encontraremos lá. Questione pelo telefone ou pelo whatsapp  9 9203 3013. Na Jovem é possível.

Viver é Perigoso  

HOJE A FESTÁ É NOSSA !



O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei Orçamentária Anual de 2020, com o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões. Não houve vetos.

Já devem estar gastando por conta.

Viver é Perigoso



NAMORADINHA (DA DIREITA) DO BRASIL


Regina Blois Duarte é de 1947, nasceu em Franca e foi criada em Campinas. Filha de militar e mãe do André, Gabriela e João Ricardo.

Sempre teve posições firmes, claras sobre a política.

Nós simples mortais já somos, em termos gerais, vaidosos. Imaginem o pessoal envolvido com a cultura. No Brasil, cantores, artistas, animadores, músicos, críticos, locutores, autores,etc, são considerados do meio e em sua quase totalidade têm ideias, digamos assim, um pouco avançadas. Pega bem ser considerado de esquerda.

Regina Duarte foi convidada para assumir a Secretaria de Cultura. Acredito que não irá aceitar. Caso aceite, se tornará um "patinho de tiro ao alvo de parque". Chumbo lascado de todo o meio cultural, no qual se inclui até o deputado Alexandre Frota, artista de cinema.

Melhor seria indicar para o cargo uma pessoa culta e não uma pessoa do meio cultural. Poderia ser um médico, um engenheiro, ou outro cidadão mortal.

Viver é Perigoso   

TOCA RAUL !



Tem aqueles filmes que você gostaria de ter assistido mas não teve oportunidade ou ânimo suficiente para se deslocar até um cinema para assistir. 

Tai um documentário muito bom para quem gosta de rock e viveu atento ao que aconteceu na música brasileira nos anos 60/70 e 80. 

Facinho facinho na Netflix. 

Raul - O Início, o Fim e o Meio é um filme biográfico baseado na vida e obra do cantor Raul Seixas, lançado nos cinemas em março de 2012.

Documentário sobre vida e obra do maior ícone do rock brasileiro, mostrando o seu jeito de viver. Seus amigos, suas parcerias, seus cinco casamentos com mulheres bonitas, sua vida desregrada com muita bebida e etc. 

Raul, pai da contracultura brasileira, nascido em Salvador em 1945, cresceu apaixonado pelo rock’n’roll. Aficionado por cinema, inspirou-se em Elvis Presley e iniciou sua carreira imitando o ídolo com brilhantina no cabelo e gola da camisa levantada.

Raul Seixas, "contestador e místico". Isso se deve aos ideais que defendia, como a Sociedade Alternativa. Músicas como a aí de cima "Aluga-se", Ouro de Tolo, Mosca na Sopa, Metamorfose Ambulante, Maluco Beleza, Gita, Al Capone, são inesquecíveis.

Tomou o barco, em São Paulo, aos 44 anos. deixou um grande legado de músicas que são relembradas ainda hoje ao redor de todo o Brasil pela aclamação “Toca Raul” e uma legião de fãs de várias gerações.

Viver é Perigoso