terça-feira, 14 de janeiro de 2020

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

OUTROS TEMPOS


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, espera assegurar R$ 5,227 bilhões com a privatização de 24 terminais rodoviários municipais e estações da linha expressa. Hoje (14/01), a Secretaria de Governo da Prefeitura liberou acesso aos editais. As concessões serão no modelo Parceria Público Privada (PPP).
O direito de exploração dos terminais e das estações será por 30 anos. A prefeitura aceitará propostas tanto individuais quanto coletivas, ou seja, na forma de consórcios. Os vencedores poderão fazer intervenções construtivas nas áreas concedidas.
A Prefeitura de SP projeta receita mensal acima de R$ 14,52 milhões. As propostas serão abertas dia 19 de fevereiro, a partir das 11h. 

Blog: Anotem: Uma das primeiras medidas dos eleitos para conduzir a Administração Municipal de Itajubá, a partir de 2021, será a privatização do Terminal Rodoviário Dr. Vicente Vilela Vianna.

Viver é Perigoso

JOVEM FM - 98,7


Bons ventos sopram por aquelas bandas. Voltou o "Falando Francamente" com o Mafra e o Roberto Lamoglia. Voltou o Claiton Cesar com o "Informativo 987".

Aguardamos volta da jornalista Célia Rennó. 

Um time equilibrado, preparado e independente. O ano de 2020 promete.

Viver é Perigoso  

FALOU E DISSE !


"De todas as vocações do homem, o jornalismo é aquela em que há menos lugar para as verdades absolutas. A chama sagrada do jornalismo é a dúvida, a verificação dos dados, a interrogação constante. Ali onde os documentos parecem instalar uma certeza, o jornalista instala sempre uma pergunta. Perguntar, indagar, conhecer, duvidar, confirmar cem vezes antes de informar: estes são os verbos capitais da profissão mais arriscada e mais apaixonante do mundo.

O jornalista não é um policial nem um censor nem um fiscal. O jornalista é, antes de tudo, uma testemunha: cuidadoso, tenaz, incorruptível, apaixonado pela verdade, mas apenas uma testemunha. Seu poder moral reside, justamente, em que se situa “distante” dos fatos - mostrando-os, revelando-os, denunciando-os - sem aceitar ser “parte” dos fatos."

Tomás Eloy Martínez

O jornalista e escritor argentino Tomás Eloy Martínez, tomou o barco em janeiro de 2010, foi colunista dos jornais “El País”, “La Nación” e “New York Times”. 
Reconhecido por renovar o jornalismo, combinando a crônica com recursos literários, é autor de “Santa Evita”, o romance argentino mais traduzido na história. Também atuou como crítico e escreveu roteiros para cinema e televisão.

Viver é Perigoso

SONHO DE CONSUMO


Seria imperdível a presença da Dilma na entrega do Oscar, contando é claro, que o documentário petista "Democracia em Vertigem" fosse o vencedor e a diretora Petra Costa a convidasse para subirem juntas no palco para receber a estatueta e a ex-presidenta, quebrando o protocolo, fizesse um discurso de improviso. 

Não digo que numa hora dessas de sono perdido não vá assistir o documentário, mesmo, segundo o Estadão, depois do spoiler que significou a declaração da própria Dilma sobre a indicação:

" O filme mostra o meu afastamento do poder e como a mídia venal, a elite política e econômica brasileira atentaram contra a democracia no País, resultando na ascensão de um candidato da extrema-direita em 2018."

Dilma Rousseff

Viver é Perigoso

JUÍZO MOÇADA

Viver é Perigoso