sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

NOSSA ESCOLA


Muito desgaste com a oficialização, pelo governo Bolsonaro, do nome do Eng. Bortoni como novo Reitor da nossa Escola.

As razões todos conhecem. 

O governo federal, constitucionalmente, pode escolher qualquer um dos três nomes indicados. Existe inclusive, casos, no tocante a outros órgãos federais, em que o três nomes apresentados foram descartados.

Claro e evidente que a não indicação do mais votado pela comunidade é uma desconsideração, um desrespeito, principalmente quando se trata de uma diferença de votos tão expressiva como ocorreu na nossa Escola.

Não estaria em questão a seriedade, capacidade e currículo dos candidatos. Todos, reconhecidamente expressivos.

Incomodaram e muito, as articulações de bastidores envolvendo políticos desde o município, passando por Belo Horizonte, culminando em Brasília. Interesses diversos e ideologias estranhas, religião e até fakes.

A indicação não foi surpresa para ninguém. Mas o próprio Edson Bortoni, com excelentes referências acadêmicas, sai desgastado por ter sido nomeado por um governo desequilibrado, sem apoio, cercado por obedientes interessados. Mas é o governo.

Questão irreversível.

Nunca foi tão necessário e oportuno encerrar a postagem a recomendação:

Oremos

Viver é Perigoso 

Um comentário:

Anônimo disse...

Veja como o Prof. Afonso tem 100% de razão ao afirmar que a escolha estava entre Bortoni ou Zé Arnaldo. Acrescento ainda que a escolha do Bortoni era a mais adequada REALMENTE.

Comparativo dos itens mais importantes dos currículos:
(pontuação na sequência: Bortoni&Ancelotti / ZéArnaldo&Maurílio / Marcel&Rodrigo)

- Anos de docência: 24+9 / 34+38 / 10+11
- Pós-Doutorado (Lattes): 2+0 / 1+0 / 0+0
- Livre-Docência (Lattes): 1+0 / 0+0 / 0+0
- Sociedades acadêmicas (Lattes): 4+0 / 1+0 / 0+0
- Publicações qualificadas (Scopus): 76+37 / 46+23 / 9+1
- H-Index (Scopus): 11+9 / 8+5 / 2+1
- Publicações em journals (Lattes): 54+49 / 61+16 / 2+3
- Livros e capítulos (Lattes): 15+1 / 11+4 / 0+1
- Publicações em jornais e revistas (Lattes): 19+0 / 0+0 / 2+0
- Publicações em congressos (Lattes): 219+67 / 186+23 / 39+8
- Outras publicações (Lattes): 13+12 / 0+0 / 0+1
- Trabalhos com o governo (Lattes): 3+1 / 0+0 / 0+0
- Projetos com empresas (Lattes): 9+1 / 1+1 / 1+0
- Projetos com órgãos de fomento (Lattes): 10+4 / 2+2 / 1+0
- Membro de corpo editorial (Lattes): 6+0 / 2+1 / 0+0
- Revisor de periódico (Lattes): 15+3 / 2+0 / 1+3
- Revisor de projetos (Lattes): 4+0 / 2+0 / 0+0
- Idiomas (Lattes): 5+2 / 2+2 / 3+3
- Prêmios e títulos (Lattes): 15+4 / 9+0 / 0+3
- Patentes (Lattes): 2+3 / 0+0 / 0+0
- Orientações de mestrado (Lattes): 66+15 / 51+0 / 2+2
- Orientações de doutorado (Lattes): 3+7 / 14+0 / 0+0
- Supervisões de pós-doutorado (Lattes): 1+1 / 0+0 / 0+0
- Orientação de monografias (Lattes): 15+3 / 37+0 / 0+0
- Orientação de trabalhos de conclusão (Lattes): 44+23 / 21+0 / 3+6
- Orientação de iniciação científica (Lattes): 18+12 / 33+0 / 13+3

"O MITO tem razão"!!!