domingo, 6 de dezembro de 2020

MOÇA BONITA


Chaya Pinkhasovna Lispector, simplesmente Clarice Lispector, escritora que completaria 100 anos no próximo dia 10 de dezembro, caso não tivesse tomado o barco em 1977 no Rio de Janeiro.

Clarice nasceu na Ucrânia e chegou ao Brasil com dois anos de idade. Viveu em Maceió e Recife, indo para o Rio de Janeiro com quatorze anos. Acompanhou seu marido, diplomata Maury Gurgel Valente pelo mundo.

Seu primeiro livro foi "Perto do Coração Selvagem", de 1944. Consagrou-se como escritora, tradutora, jornalista. 

Uma pessoa considerada difícil, hermética. Só concedeu uma entrevista em toda a sua vida. Conversou com o repórter Júlio Lerner, da TV Cultura, em 1977. A seu pedido, a entrevista só foi publicada após a sua morte (9/12/1977).

Teve dois filhos. Paulo e Pedro Gurgel Valente.

Ela mesmo chegou a afirmar: " sou tão misteriosa que nem me entendo"

Escritora considerada no mundo.

Confesso que não consigo alcançar prazerosamente os profundos textos da Clarice Lispector.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Também não vejo a cantada profundidade.
H. Finn