terça-feira, 1 de dezembro de 2020

ÊPA !


Um estudo publicado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos acrescentou mais uma grande interrogação à real origem da pandemia de covid-19.

O ponto de partida da cronologia oficial ocorreu em 31 de dezembro de 2019, quando o órgão de saúde da cidade chinesa de Wuhan emitiu um alerta sobre uma série de casos associados a um misterioso vírus respiratório. O ponto em comum era um mercado municipal que vendia animais silvestres vivos e mortos.

Agora, quase um ano depois, pesquisadores ligados ao governo americano identificaram retroativamente que 39 pessoas de três Estados do país já tinham desenvolvido anticorpos contra coronavírus duas semanas antes do alerta na China. Os EUA, inclusive, só identificaram oficialmente o primeiro caso no país em 21 de janeiro de 2020.

O estudo se baseou em amostras de sangue de doações feitas entre 13 de dezembro de 2019 e 17 de janeiro de 2020. As 7.389 amostras analisadas foram coletadas de modo rotineiro em doações organizadas pela entidade não governamental Cruz Vermelha em nove Estados americanos.

BBC

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Ainda tem muito para ser contado sobre onde iniciou a pandemia, aqui mesmo tempos atrás foi noticiado que pesquisadores de Sta. Catarina encontraram o vírus em amostra de sangue colhido em de novembro/dezembro de 2019. Daqui a pouco vai ficar impossível culpar a China. Trump e seu pupilo abaixo da linha do equador.