terça-feira, 8 de dezembro de 2020

CABEÇUDOS


No governo, os principais nomes resistentes à Huawei são Heleno e o chanceler Ernesto Araújo.

Há duas semanas, nenhum deles se dispôs a receber o vice-presidente global de relações governamentais da Huawei, Marc Xueman. O executivo só conseguiu ser atendido pelo ministro Paulo Guedes (Economia).

Bolsonaro já sinalizou diversas vezes que pode vetar a Huawei porque se alinhou estrategicamente a  Trump, que lidera uma guerra comercial contra a China.

A dupla de ministros (Heleno e Araújo), da ala ideológica do governo federal prepara um decreto para impedir a participação da chinesa Huawei no leilão do 5G. O decreto é um instrumento a ser usado pelo presidente Jair Bolsonaro, caso decida banir a gigante chinesa do fornecimento de equipamentos de telecomunicações para as redes 5G.

Caso aconteça, a empresa deverá ir ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a medida.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: