terça-feira, 29 de dezembro de 2020

ABACAXI DE PRIMEIRA


Antigamente não existia esse negócio de crítica aos filmes lançados. Ou se tinha, ninguém lia. Nós, meros mortais frequentadores do Cine Paratodos, na Boa Vista é claro, nos valíamos, para efeito de avalição prévia, dos trailers (trechos selecionados) dos filmes que seriam exibidos na semana seguinte.

Conseguiam enganar bem. Cansamos de comprar gato por lebre.

Agora ficou mais difícil para o pessoal dos streamings. O pessoal comenta pela internet, se bem, que apreciam cada "bomba"...

Ontem caí numa dessas. Na Netflix e não interrompi a exibição na expectativa que iria acontecer alguma coisa. Foi passando...passando e discreta e sutilmente começaram a surgir os letreiros de créditos. Um milhão de citados, culminando com o nome do diretor.

O tal abacaxi tem por título "O Céu da Meia-Noite ".

Dica: Consegui descobrir o que o cara ferido no avião caído no Ártico, cochichou no ouvido do George Clooney.
 
Pronto. Comentei.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: