quarta-feira, 11 de novembro de 2020

BRASILEIRO GALÃ EM HOLLYWOOD


Raul Pepe Acolti Gil, simplesmente Raoul Roulien, carioca de outubro de 1905. Ator, diretor, músico e o primeiro brasileiro a atuar em Hollywood. 

Filho de maestro, Raul Pepe começou a cantar ainda criança, ao lado dos irmãos, e torna-se astro mirim do teatro de variedades. Após uma excursão pelo cone sul, muda seu nome para Raul Roulien e faz sucesso em Buenos Aires como cantor de tangos e sambas. 

No Rio de fins dos anos 1920, forma uma companhia de revistas teatrais e grava uma série de discos. 

Em 1931, consagrado como o “galã das normalistas”, Roulien decide tentar a sorte em Hollywood. - Foi o primeiro brasileiro a atuar em Hollywood, contratado pela Fox. Foi considerado o Rodolfo Valentino brasileiro.

Entre 1931 e 1934, atuou no cinema americano, numa série de filmes entre os quais "Delicious", dirigido por David Butler, no qual interpretava um compositor russo e cantava "Delicious", dos irmãos Gershwin. Em 1932 estava em "The Painted Woman", da Fox, e em 1933 em "No Dejes La Puerta Abierta" e "It's Great To Be Alive". Seu filme mais conhecido foi "Voando para o Rio", onde atuou ao lado de Ginger Rogers e Fred Astaire, no qual cantava "Orchids in the moonlight".

Sua primeira mulher foi a atriz Abgail Maia. A segunda, também atriz, a belíssima Diva Tosca, foi atropelada e morta em Holywood em 27 de setembro de 1933, por um jovem embriagado, o futuro diretor de cinema John Huston. Ao processá-lo Raoul Roulien sofreu problemas profissionais, pois Houston era de família influente. Ele perdeu a causa e foi banido de Hollywood. 

Também foi casado com Valquíria de Almeida, Roulien nunca teve filhos

Roulien foi o descobridor de Rita Hayworth e Ginger Rogers. Além disto deu o 1º trabalho a Fred Astaire e o apresentou à sua mais famosa parceira, Ginger Rogers.

Em 1933, escreveu e lançou pela Editora Freitas Bastos o, " A Verdadeira Hollywood" esgotado há séculos e que canso de procurá-lo pela internet.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: