quinta-feira, 1 de outubro de 2020

NEGÓCIO É NEGÓCIO


Por seis votos a quatro, o STF liberou hoje (01/10), o plano de venda de refinarias tocado pela Petrobrás, sem necessidade de autorização pelo Congresso. 

A decisão representa uma vitória para o governo e aos propósitos de desinvestimento da estatal, que pretende vender oito refinarias, mais da metade de seu parque de refino, que conta com 13 unidades.

O debate em torno das unidades de refino envolve a negociação de valores entre R$ 63,6 bilhões a R$ 83,6 bilhões, pelas contas da XP Investimentos. 

A Petrobrás pretende vender as refinarias de Landulfo Alves (BA), Presidente Getúlio Vargas (PR), Abreu e Lima (PE), Alberto Pasqualini (RS), Gabriel Passos (MG), Isaac Sabbá (AM), Lubnor (CE) e Unidade de Industrialização de Xisto (PR).

Blog: Negócio é negócio. Ter que passar pelo Congresso é um atraso. Como sempre diz a economista Elena Landau: "Não vejo nada no Brasil que não possa ser privatizado".

Viver é Perigoso


Um comentário:

Anônimo disse...

Privatizar pode!

O problema é americano, chinês, inglês e cia comprarem, fecharem e nos obrigar a comprar / importar a gasolina e derivados fabricados com o petróleo daqui!!!

ou seja, emprego e renda lá fora.