terça-feira, 20 de outubro de 2020

I WANT YOU


A Tim deve começar em breve os testes da tecnologia 5G no Brasil. Os clientes da operadora passarão a ter acesso à rede de quinta geração nas cidades de Itajubá, Bento Gonçalves e Três Lagoas (MS).

Sobre o importante assunto:

A Huawei é a maior empresa de equipamentos de telecomunicações do mundo e já tem negociações anteriores com boa parte das empresas brasileiras. 

Alvo de uma disputa global entre EUA e China, a Huawei corre o risco de ser banida do fornecimento de equipamentos para as redes de 5G no Brasil devido a um alinhamento estratégico entre Jair Bolsonaro e o presidente dos EUA, Donald Trump.

Nos EUA, a gigante chinesa é proibida de operar. 

Em mais um passo na ofensiva para impedir o avanço da Huawei no futuro mercado 5G, o governo dos Estados Unidos promete oferecer crédito, por meio do DFC - International Development Finance Corporation - instituição estatal criada pelo governo Donald Trump para dar suporte a objetivos geopolíticos estratégicos de Washington - para que Vivo, Claro e Tim, entre outras, comprem equipamentos de fornecedores como Ericsson e Nokia.

Por outro lado, o Ministério das Relações Exteriores da China afirmou hoje (20) que políticos dos Estados Unidos estão se metendo na cooperação econômica e comercial normal existente entre o Brasil e a China.

Blog: Não existe amizade entre países. Existe, interesse comercial. Um terço das exportações do Brasil são dirigidas para a China. A autonomia nacional tem que ser mantida a todo custo, tanto econômica quanto política. Lembrem-se: Nos EUA ocorre eleição presidencial em novembro próximo. Com Trump uma coisa. Com Biden, outra.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Zé nosso governo assinou um acordo com os Estados Unidos, na bagatela de 1 bilhão de dólares, e nessa veio também o acordo da tecnologia 5g americana.A Huawey dançou de rosto colado com os brasileiros. A mixaria de 1 bilhãozinho e o puxasaquismo do Bolso ferraram com uma tecnologia muito melhor de comunicação.

Edson Riera disse...

Comunicação

Não sei sobre a tecnologia americana do 5G. Ouço falar apenas da Ericsson e Nokia.

Veremos.