domingo, 11 de outubro de 2020

É O CARA !


Desde há muito, após o sueco Björn Borg, o único tenista que me coloca horas na frente da TV é o espanhol Rafael Nadal. Um monstro em determinação e vontade de vencer.

Com domínio absoluto do confronto, o espanhol conquistou, neste domingo, seu 13º título de Roland Garros após bater o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 0. A partida de hoje se transformou praticamente numa aula do tenista espanhol.

Vencer um torneio por 13 vezes na história do tênis se torna um feito único na conta de Rafael Nadal. Jamais um jogador, em qualquer nível de competição, sejam ATPs 250, 500 ou Masters 1000, conseguiu vencer tantas vezes no mesmo lugar e o espanhol alcançou a marca num Grand Slam.

Ao manter sua hegemonia no saibro de Paris, ele igualou pela primeira vez na carreira o número de títulos em torneios de Grand Slam do suíço Roger Federer.  Agora, ambos têm 20 troféus nos quatro eventos mais importantes do circuito.

Blog: O Zelador jamais conseguiu dar uma raquetada sequer na vida. Porém, junto com amigos visionários participou, em outros tempos, da construção de quatro quadras de tênis na Sede Campestre do Clube Itajubense. Um esporte de classe.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: