quinta-feira, 29 de outubro de 2020

DATA VÊNIA


 Aconteceram duas reuniões da comissão designada pela Câmara dos Deputados para discutir a atualização da lei de Lavagem de dinheiro. O grupo foi formado em setembro para formular um relatório com propostas de mudanças para a lei de vagem. A comissão é formada por 44 integrantes, sendo 24 advogados, 13 membros do poder judiciário e 7 do Ministério Público.

Para se ter uma ligeira ideia de algumas das propostas apresentadas:

- Para que a lavagem de dinheiro deixe de ser um crime autônomo e só possa ser punido se houver condenação por um crime antecedente.

- Para que seja descriminalizada a ocultação de bens e valores, ficando como crime apenas a lavagem na modalidade de dissimulação de valores - quando o pagamento é feito por serviço não prestado.

- Para que seja diminuída a pena máxima de lavagem de dinheiro de 10 para 6 anos.

- Para que a lei preveja expressamente que o recebimento de  honorários advocatícios não configure lavagem sob qualquer hipótese.

Estamos devidamente lascados

Viver é Perigoso .

2 comentários:

Anônimo disse...

Deus ajude que sejam só ideias!
Acabaram com a Lava jato
Detonaram o Moro
detonaram o Deltan
agora isso!
Tudo pela famíglia e os novos amigos/aliados envolvidos em falcatruas
verdade que se discute muito bobagem na câmara

mas se passar é o fim!

Anônimo disse...

Bom pro pt.Bom pra muita gente, passa, pode acreditar