sábado, 12 de setembro de 2020

SOB A LUZ DE VELAS


Salmo das dívidas

Não há lírios. Não há campos.
Que posso olhar, Senhor,
nesta aridez urbana
senão a lívida floração dos bancos ?
Eles vicejam em cada canto
em que o clamor da moeda,
mais que a voz do poeta
se alevanta

Ilka B. Laurito

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: