terça-feira, 8 de setembro de 2020

VELHO NORMAL



Com os votos de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, a Segunda Turma do STF tirou da Lava Jato no Paraná um processo em que Romero Jucá e Valdir Raupp são acusados de corrupção e lavagem, por suposto recebimento de propinas em contratos da Transpetro.


Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Empate beneficia o réu. Cada turma são 5 ministros. Celso de Melo tá de licença. Portanto 4 votam. Fachim pediu para levar os casos da turma para o plenário para evitar essa situação. Ah! não, são os poderosos que estão em julgamento. Então ficam no muro. E vão liberando geral e detonando a Lava Jato.Noutra frente aplicam punição ao Deltan. E logo logo o Moro vai ter um revés. Tudo com o apoio e beneplácito da família presidencial, do preposto deles o a Aras e do centrão. E tem gente que ainda acredita na inocência desse povo. causídico jurássico