terça-feira, 4 de agosto de 2020

OBSERVADOR DE CENA


Beirute - Hoje

Comentário de 02 de agosto de 2020

Prezado Zelador

Segundo a Câmara de Comércio Árabe - Brasileira e o IBOPE temos no Brasil 12 milhões de árabes e descendentes. Desses 27% 3 milhões e 240 mil se dizem de origem libanesa. Está batendo mais forte uma preocupação nos amigos libaneses/itajubenses muitos ainda com parentes lá. O país quebrou literalmente, não paga a dívida externa, dívida interna de 170% do PIB, inflação de mais de 400% ao ano,falta energia o governo não paga o combustível para a geração; alimentos subiram 200% em 1 mês. A lira moeda local desvalorizou 80%.
O sistema tripartite de governança forjado depois da guerra civil de 75 a 90, a influência síria e os grupos radicais afugentaram os investidores e detonaram o país que já foi chamado de Suíça Asiática. Como disse o estadista Konrad Adenauer "Não há nada de tão desgraçado nesse mundo que não possa ficar pior" veio a pandemia. Nossa solidariedade aos amigos e parceiros. 

Observador da Cena (comentário de domingo 2/8/2020 )

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Pois é zelador muito triste. Achei que a pandemia era pior. Com certeza é grave mas não a pior. Ao que tudo indica a crise governamental e a administrativa se alastrou de tal maneira que as ações de fiscalização e segurança foram afetadas. Produtos perigosos e letais guardados por anos de maneira totalmente inadequada. Lamentavelmente não há mais no Líbano um governo de verdade. Nossa tristeza pelas vítimas fatais que deverão infelizmente aumentar. Observador da Cena