segunda-feira, 17 de agosto de 2020

O ANTIGO MILITANTE



O ministro Edson Fachin (STF) afirmou nesta segunda-feira (17) que o Brasil vive uma “recessão democrática” e que o futuro está “sendo contaminado pelo despotismo”.

Fachin disse ainda que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2018, vetada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), teria “feito bem à democracia” e fortalecido o “império da lei”.

À época, a candidatura de Lula foi barrada pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa - o petista já havia sido condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

Uol

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que fortaleceu o império da lei, afinal foi impedido por uma lei que ele mesmo promulgou. Lei da ficha limpa, lc 135/10 de 4/07/2010, assinada por:
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Luiz Paulo Teles Ferreira Barreto
Luis Inácio Lucena Adams

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LCP/Lcp135.htm