quinta-feira, 20 de agosto de 2020

NÃO ESCAPA UM


Os advogados de Steve Bannon, ex-estrategista de Trump, fecharam um acordo para libertá-lo em troca de uma fiança de US$ 5 milhões (R$ 27,7 milhões).

Como noticiado, Bannon foi preso hoje de manhã pela acusação de desviar US$ 1 milhão de uma campanha virtual de doação para a construção de um muro na fronteira entre EUA e México, que teria arrecado ao todo US$ 25 milhões.

Olavo de Carvalho, guru-mor dos Bolsonaros, é chegado no Steve Bannon, que no ano passado declarou sobre a parceria com Eduardo Bolsonaro (ex-quase embaixador do Brasil nos EUA).

Recordando, em 2018, Bannon declarou publicamente apoio a Jair Bolsonaro na campanha presidencial. “O capitão Bolsonaro é um brasileiro patriota e, acredito, um grande líder para seu país nesse momento histórico”.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Senhor doutor Zela Dor;

Quem seria o "Steve Bannon" de Tiãozinho?