quinta-feira, 6 de agosto de 2020

DE PERTO, NINGUÉM É NORMAL *



* Caetano Emanuel Viana Teles Veloso.

Simplesmente, Caetano Veloso. Personalidade importante na vida brasileira nos últimos 50 anos. Polêmico, vanguardista e com o decorrer do tempo, perdeu a magia e quase que virou um chato.

Compositor e interprete de músicas que ficaram. Algumas de suas criativas interpretações soaram tão bonitas, e até superando, algumas vezes, os originais.

Maravilha as gravações de "Felicidade" do Lupicínio Rodrigues, do "Chuvas de Verão" do Fernando Lobo, "Asa Branca" do Luís Gonzaga. "Como dois e dois são quatro", composição do Caetano e lançada por Roberto Carlos, ficou bem melhor com o seu compositor.

Caê, como era chamado pelos "Novos Baianos", completa nessa Sexta -Feira (7/8), 78 anos de sua inauguração em Santo Amaro na Bahia. 

Um artista beirando a genialidade.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: