terça-feira, 4 de agosto de 2020

COZINHA BRUTA


Tempos difíceis, sofridos, costumam no ensinar bastante. É o que está acontecendo no rearranjo social forçado pela pandemia da Covid-19. Aprendemos algumas coisas novas e, principalmente, nos damos contas de lições que já conhecíamos, mas desprezávamos. Seguem alguns dos meus aprendizados sobre comida e bebida dos meses recentes:

Tem gente que gosta mais de ir ao bar sta mais de ir ao bar do que da própria vida.

Os motoboys têm valor, e muito.

Escolher tomates é algo que ninguém deveria fazer por você. As compras feias e murchas que chegam pelo delivery são um a prova disso.

Batata frita não nasceu para viajar na mochila de um entregador do iFood. 

Qualquer um pode cozinhar. Pode apanhar no começo, mas aprende.

Pessoas que sempre contaram com o serviço de uma empregada doméstica são capazes de lavar louça.

As pessoas no Brasil têm uma tara inexplicável por bolo de cenoura com calda de chocolate. (eu não)

Ei, ei, ei, Rita Lobo é nossa rainha.

Marcos Nogueira - Cozinha Bruta

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: