sábado, 4 de julho de 2020

MOÇA BONITA


Filme de 1946, com direção de Charles Vidor, com Rita Hayworth (Gilda) e Glenn Ford (Johnny Farrell).

Conheço e conheci três Gildas. Todas admiradas. A Gilda Moura, do Colégio Bem Me Quer, excepcional educadora, a professora Gilda Carneiro, dedicada e, atenciosa. Ambas tomaram o barco com muita antecedência.

E a Gilda Riera. Empresária de luta, pessoa de grande cultura e exemplo de resiliência para todos. Uma Moça Bonita.

Voltando ao filme:

Glenn Ford e Rita têm no filme uma relação tempestuosa de amor e ódio. Extremamente sensual, Rita faz o strip-tease mais famoso do cinema. Só tira as luvas.

No filme acontecem duas frases de Gilda (Rita), que ficaram gravadas para sempre:

 " Johnny, um nome tão difícil de lembrar e tão fácil de esquecer."

 " Eu te odeio tanto que seria capaz de me destruir, só para te levar para o fundo junto."

Como dizia sempre um querido primo e amigo, repetindo a chamada do famoso filme:

"Nunca houve mulher como Gilda"

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: