sexta-feira, 26 de junho de 2020

VENTOS DE GUERRA


Que o pessoal da "situação" na terrinha não vive sem pesquisas é do conhecimento geral. Adoram o tema e claro, dispõe de recursos para isso.

Um observador mais atento já pode observar onde e quando a "porca anda torcendo o rabo" neste período pré-eleitoral. 

Em tempo, promovem as pesquisas e detonam ações para tentar modificar tendências que não lhes agradam. Óbvio. Dispõe de ferramentas, inclusive, de pessoal disposto a colocar a mão na massa executando trabalho desagradável.

Os números devem estar soando favoráveis a um pré-candidato ao cargo de prefeito. Um Doutor com bons serviços prestados à população.

A artilharia já foi apontada e comentários distorcidos (especialidade da casa) já foram disparados. Tudo armado. Os comentaristas tentam se colocar em evidência, quase que certamente com vistas as eleições. Se desgastam, poupando os seus superiores protagonistas.

Há séculos foi constatado que a parte mais sensível do corpo humano é o bolso. 

Isso posto, cabe as vítimas de fakenews, gravar, documentar e processar, exigindo correções e buscando judicialmente reparações financeiras, de antemão, com o compromisso de serem direcionadas para entidades públicas necessitadas

Naturalmente,  os eleitores já cansados dessa jogadinha repetida, darão o devido troco nas urnas.

Repetindo: No caso de guerra, a primeira vítima é a verdade.

Viver é Perigoso 
   

Nenhum comentário: